search clock-o download play play-circle-o volume-up image map-marker plus twitter facebook rss envelope linkedin close exclamation-triangle home bars angle-left angle-right share-alt clock-o arrow-up arrow-down2 folder folder-folder-plus folder-open calendar-o angle-down eye refresh

PÁGINA OFICIAL

Santuário de Fátima

Transmissão Online

Reitor do Santuário de Fátima alerta peregrinos para a ilusão que é “saciar a sede” com bens materiais

19 de março, 2017

3J3A8576.jpg

 

Reitor do Santuário de Fátima alerta peregrinos para a ilusão que é “saciar a sede” com bens materiais

Basílica da Santíssima Trindade volta a encher para a missa do terceiro domingo da Quaresma

 

O reitor do Santuário de Fátima exortou esta manhã os peregrinos a saciarem a sua sede de “felicidade e de sentido da vida” na “verdadeira fonte” e não nos “charcos de água” que inundam de bens materiais e de reconhecimento social.

“Muitas vezes iludimo-nos com a satisfação da nossa sede quando temos bens materiais e reconhecimento social. E enquanto procuramos nesses charcos a água para saciar a nossa sede, esquecemo-nos da verdadeira fonte de água que nos saciará”, disse o Pe. Carlos Cabecinhas durante a homilia da missa deste terceiro domingo da Quaresma, na Basílica da Santíssima Trindade, em Fátima.

O sacerdote lembrou que a sede “é a mais forte imagem do desejo e do nosso mais profundo anseio de encontramos um sentido para a vida” pois sem água ninguém sobrevive.

“Podemos passar algum tempo sem comer mas não sem beber. A sede é uma necessidade urgente que tem de ser satisfeita” reconheceu o reitor do Santuário de Fátima sublinhando que é necessário que a saciemos “na fonte certa que é Deus”.

A partir do Evangelho deste domingo- o encontro entre Jesus e a Samaritana a quem  Jesus pede água e depois dá de beber- “que nos propõe um caminho de fé”, o Pe. Carlos Cabecinhas destacou a importância do batismo na vida de um cristão como o primeiro contacto com essa `fonte de água viva´ que é Deus.

“Se só Jesus nos oferece a água que mata verdadeiramente a nossa sede e só através Dele encontramos a água que dá sentido à nossa vida, então temos de nos encontrar com Ele”, disse o sacerdote.

“Jesus vem ao nosso encontro no quotidiano para dar sentido renovado à nossa existência, cabe a cada um- tal como a Samaritana fez- aceita-Lo ou rejeitá-Lo” acrescentou lembrando que a Quaresma pode ser o tempo favorável para esse reencontro.

“Ao tomarmos consciência da nossa condição de batizados somos convidados a esse encontro e a esse contacto com a fonte que sacia a sede da nossa vida”, precisou destacando a importância da oração, da penitência, da conversão, da celebração dos sacramentos e da participação na Eucaristia como “passos” que nos conduzem a essa fonte de água.

Na homília, o reitor pediu, ainda, a todos os presentes para serem “testemunhas deste reencontro com Cristo”, pois tal como a Samaritana espalhou a boa nova também “nós temos a responsabilidade de apresentar e levar Cristo aos que ainda não O conhecem”.

Nesta celebração participaram vários grupos de peregrinos,  que se fizeram anunciar no Serviço de Peregrinos do Santuário, oriundos de Portugal, Espanha, Itália e Vietname.

Esta segunda feira o santuário celebrará a solenidade de São José.

 


CATEGORIAS DE NOTÍCIAS


HORÁRIOS

Missa

Missa, na Capela da Morte de Jesus

09h00
Terço

Terço, na Capelinha das Aparições

12h00

PAPA FRANCISCO EM FÁTIMA


LOJA ONLINE


Loja Santuário de Fátima