search clock-o download play play-circle-o volume-up image map-marker plus twitter facebook rss envelope linkedin close exclamation-triangle home bars angle-left angle-right share-alt clock-o arrow-up arrow-down2 folder folder-folder-plus folder-open calendar-o angle-down eye

PÁGINA OFICIAL

Santuário de Fátima

Transmissão Online

Peregrinos a pé

Peregrinos a pe.jpg


Informações para a preparação e vivência de uma peregrinação a pé
 

1. Preparação da peregrinação: aspetos práticos e logísticos

Cuidados prévios

  • Caminhada(s) de preparação;
  • Unhas cortadas a direito e eventual ida ao calista, se possível e necessário;
  • Imersão dos pés em água quente e sal, uns dias antes da partida.

O que levar para o caminho

  • Sapatos já usados, que proporcionem um andar confortável;
  • Par suplente de calçado para caminhar e chinelos;
  • Meias brancas, de algodão, sem costura (calçadas do avesso);
  • Roupa de algodão, larga, clara e com mangas (só a necessária para cada dia);
  • Agasalhos para a noite;
  • Lanterna;
  • Protetor solar e, se possível, óculos de sol;
  • Chapéu e guarda-chuva (e/ou impermeável);
  • Batom de cieiro;
  • Água, frutos secos e açúcar.

Algumas advertências complementares

  • Não esqueça os medicamentos que toma habitualmente;
  • Cumpra as orientações do médico e não abuse dos medicamentos (analgésicos, sobretudo);
  • Identifique com nome, morada e telefone os seus sacos e carteiras;
  • Leve dinheiro suficiente, mas não em excesso;
  • Não use tecidos sintéticos;
  • Não use plásticos para se cobrir;
  • Não leve consigo crianças pequenas.

 

2. Recomendações para o caminho

A caminho

  • Caminhe em fila indiana e não em grupo;
  • Não ande na estrada mas na berma;
  • Evite os IP e os IC;
  • Se caminhar de noite, use faixa refletora e não ande sozinho;
  • Não use nem permita o uso de auscultadores durante o caminho;
  • Não use telemóvel enquanto caminha na estrada;
  • Não beba bebidas alcoólicas antes de caminhar nem enquanto caminha;
  • Não caminhe nas horas de mais calor;
  • Não caminhe aceleradamente;
  • Não percorra uma distância superior a 30 km por dia;
  • Programe, com antecedência, as paragens para comer e dormir;
  • Tenha atenção aos carros mesmo quando reza ou canta;
  • Se for preciso reunir o grupo, faça-o sempre fora da estrada;
  • Os carros de apoio devem parar do lado em que se caminha;
  • Ajude os mais cansados, não os deixando sozinhos.

Em repouso

  • Faça uma pausa de uma hora na caminhada da manhã e duas no fim do almoço;
  • Faça refeições leves e frequentes;
  • Não beba por copos de outras pessoas;
  • Quando parar coloque os pés mais altos que a cabeça;
  • Compreenda o descanso dos outros e favoreça o silêncio;
  • Procure dormir pelo menos seis horas;
  • Tente manter uma higiene mínima;
  • Tome precauções ao utilizar o WC;
  • Não deite lixo para o chão e deixe limpos os locais por onde passa.

Nos Postos de Assistência

  • Procure os postos identificados com bandeira dos peregrinos a pé;
  • Ao chegar, lave os pés e calce umas meias lavadas;
  • Espere a sua vez para atendimento e não faça barulhos enquanto espera;
  • Respeite e confie nas pessoas que o atendem;
  • Zele pela limpeza e higiene dos postos;
  • Respeite os momentos de oração e de descanso.

 

3. Após a chegada ao Santuário de Fátima

  • Participe nas celebrações do programa oficial do Santuário;
  • Cumpra com simplicidade e espírito de fé as suas promessas;
  • Guarde silêncio e respeite a oração dos outros peregrinos;
  • Procure reconciliar-se com Deus e com os irmãos;
  • Se necessário, recorra aos serviços de apoio aos peregrinos a pé;
  • Respeite o Santuário como lugar sagrado e guarde limpeza;
  • Tome as suas refeições somente nos locais apropriados.

 

4. Coordenadas e mapas de apoio

Coordenadas GPS

O Santuário de Nossa Senhora do Rosário de Fátima localiza-se a uma altitude de aproximadamente 300 metros, na Região Centro de Portugal, sob as seguintes coordenadas do sistema de posicionamento global (GPS):
Latitude: 39º37'52.06"N | Longitude: 8º40'23.47"W

 

5. Acolhimento no Santuário

Nas peregrinações internacionais aniversárias (de maio a outubro)

No sentido de proporcionar um conjunto mínimo de condições aos peregrinos que vêm a pé ao Santuário de Fátima, são postos à sua disposição alguns espaços para alojamento. O Posto de Acolhimento aos Peregrinos a Pé fica situado da Casa de Retiros de Nossa Senhora das Dores, junto ao Posto de Socorros.

O apoio que o Santuário aí oferece funciona da seguinte forma:

  • O Posto de Acolhimento aos Peregrinos a Pé abre:
    a) em maio, no dia 9, às 15h00;
    b) em junho, julho e setembro, no dia 11, às 09h00;
    c) em agosto e outubro, no dia 10, às 15h00;
  • Não se aceitam reservas com antecedência;
  • Os peregrinos são atendidos por ordem de chegada;
  • A dormida efetua-se em salões ou tendas militares, em colchões no chão (com almofada, lençol e cobertor);
  • Serão entregues senhas para que os peregrinos possam tomar sopa ao almoço e ao jantar e café com leite ao pequeno-almoço.

Estes serviços são prestados aos peregrinos de forma gratuita.

Fora das peregrinações internacionais aniversárias

O Santuário procura acolher sempre aqueles que peregrinam a pé a Fátima, também nos períodos não coincidentes com as peregrinações aniversárias.

Nesses períodos, o apoio facultado pelo Santuário realiza-se nos seguintes moldes:

  • A dormida realiza-se em camaratas;
  • Os grupos devem fazer o pedido de alojamento com antecedência.

 

PEREGRINAÇÃO > Palavras-chave da mensagem de Fátima

DOCUMENTAÇÃO > Subsídios Pastorais > Rosário

 

«Saímos de casa bastante cedo, contando com as demoras do caminho. O povo era em massa. A chuva, torrencial. [...] Pelo caminho, as cenas do mês passado, mais numerosas e comovedoras. Nem a lamaceira dos caminhos impedia essa gente de se ajoelhar na atitude mais humilde e suplicante, Chegados à Cova de Iria, junto da carrasqueira, levada por um movimento interior, pedi ao povo que fechasse os guarda-chuvas para rezarmos o terço. Pouco depois, vimos o reflexo da luz e, em seguida, Nossa Senhora sobre a carrasqueira.» / Memórias da Irmã Lúcia I. 15.ª ed. Fátima: Secretariado dos Pastorinhos, 2010, p. 180.

«Tu contaste os passos do meu peregrinar.» / Sl 56,7