Lugares de formação e pastoral
 

Centro Pastoral de Paulo VI.jpg


Centro Pastoral de Paulo VI

O Centro Pastoral de Paulo VI – assim denominado em homenagem ao primeiro papa que se fez peregrino de Fátima, em maio de 1967 – situa-se no traçado poente do Santuário de Fátima, para lá da avenida D. José Alves Correia da Silva.

A sua primeira pedra foi benzida em 13 de maio de 1979 pelo cardeal Franjo Seper, então Prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé. A inauguração, feita por João Paulo II, ocorreu no dia 13 de maio de 1982.

O centro, projetado por José Carlos Loureiro, tem quatro pisos e uma área de 1,4 hectares. Possui um grande anfiteatro, com 2124 cadeiras, salas para encontros, capela, alojamento em camaratas e refeitório self-service.

São várias as obras de arte com que foi enriquecido: a "Pastorinha", escultura de José Rodrigues; o "Cristo Ressuscitado", de Lagoa Henriques; a "Mãe do Bom Pastor", de Graça Costa Cabral; o "Cristo Crucificado", de Maria Irene Vilar; um vitral representando o Bom Pastor, de Júlio Resende; e, no exterior, uma escultura de Nossa Senhora, de Domingos Soares Branco.


 

Casa Carmo.jpg


Casa de Retiros de Nossa Senhora do Carmo

A Casa de Retiros de Nossa Senhora do Carmo situa-se no lado sul do Recinto de Oração, no seguimento da Colunata. A sua missão prende-se eminentemente com a realização de retiros, encontros de formação e outras atividades de cariz formativo-pastoral, bem como ao alojamento dos respetivos participantes. No edifício que lhe é contíguo, voltado para o Recinto, situam-se os serviços do Santuário na sua quase totalidade: a Reitoria, o Serviço de Administração, o Serviço de Peregrinos, o Serviço de Alojamentos, o Serviço de Estudos e Difusão, o Serviço de Pastoral Litúrgica e o Museu do Santuário e respetiva exposição permanente – Fátima Luz e Paz –, aberta ao público desde agosto de 2002. Este edifício foi inaugurado em 13 de maio de 1986 por D. António Ribeiro, cardeal patriarca de Lisboa. No seu átrio de entrada encontra-se uma escultura de Nossa Senhora, de 1931, da autoria de António Teixeira Lopes.

Nas origens da Casa de Retiros de Nossa Senhora do Carmo esteve o Hospital com a mesma predicação.


 

Casa Dores.jpg


Casa de Retiros de Nossa Senhora das Dores

A Casa de Retiros de Nossa Senhora das Dores, situada na lateral setentrional do Recinto de Oração, em linha com a Colunata, destina-se à realização de retiros, encontros de formação e outras atividades formativo-pastorais, bem como ao alojamento dos seus participantes. Aí funciona também o Posto de Socorros do Santuário.

O Albergue dos Doentes, génese do atual complexo, começou a ser construído em 1926.

PDF

HORÁRIOS

21 set 2019

Missa, na Capela da Morte de Jesus

  • 16h30
Missa

Rosário, na Capelinha das Aparições

  • 18h30
Terço
Este site usa cookies para melhorar a sua experiência. Ao continuar a navegar estará a aceitar a sua utilização. O seu navegador de Internet está desatualizado. Para otimizar a sua experiência, por favor, atualize o navegador.