search clock-o download play play-circle-o volume-up image map-marker plus twitter facebook rss envelope linkedin close exclamation-triangle home bars angle-left angle-right share-alt clock-o arrow-up arrow-down2 folder folder-folder-plus folder-open calendar-o angle-down eye refresh

PÁGINA OFICIAL

Santuário de Fátima

Transmissão Online

31 grupos organizados de peregrinos participam nas celebrações dominicais no Santuário

15 de abril, 2018

3J3A2187.jpg

 

31 grupos organizados de peregrinos participam nas celebrações dominicais no Santuário

Santuário acolheu este domingo duas peregrinações nacionais da Sociedade de São Vicente de Paulo e dos Amigos do Verbo Divino, e peregrinações de 15 países

 

31 grupos organizados, provenientes de 15 países, num total superior a 6 mil peregrinos, participaram esta manhã na missa dominical do Recinto de Oração, destacando-se entre os vários grupos as duas peregrinações nacionais da Sociedade de São Vicente de Paulo e dos Amigos do Verbo Divino.

Entre os peregrinos estrangeiros registaram-se oito grupos de Espanha, seis da Polónia, oito da Itália(2), da Coreia do Sul(2) , do Brasil(2) e das Filipinas(2) e nove grupos do México, da Tailândia, da Áustria, do Vietname, da Índia, de Malta, da Irlanda, da França e do Sri Lanka.

A missa foi presidida pelo bispo emérito de Portalegre-Castelo Branco, D. Augusto César, que afirmou que o mundo precisa de “sinais de esperança”.

“O mundo que nos rodeia encontra-se cheio de violência e de medo” e perante isto os cristãos devem “olhar para Jesus Cristo fazendo o que ele disse: assim como eu vos amei amai o próximo”, afirmou o prelado durante a homilia.

“A fé que professamos, desde o batismo, envolve-nos neste mistério e leva-nos do tempo até à eternidade,  mas não podemos usufruir desta bênção de costas voltadas uns para os outros” disse.

“Se a moda conduz o mundo no caminho da ganância devemos olhar para os outros e ir ao encontro dos mais pobres e mais necessitados, dando primazia à fraternidade e aos mais pobres” numa alusão ao fundador da Sociedade de São Vicente de Paulo, Frederico Ozanam, beatificado pelo Papa São João Paulo II em 1997.

“Quem dera que muitos jovens e famílias o imitassem,  o que denunciaria o culto idolátrico do dinheiro e formava uma sociedade mais justa e fraterna”, acrescentou.

“Sem esta prática nem a vida é respeitada nem os valores morais constituem a herança dos mais novos”, concluiu.

Aludindo à Mensagem de Fátima e ao convite permanente à oração, D. Augusto César sublinhou que a “fé nunca distancia as pessoas e a Eucaristia fomenta a fraternidade”.

“Quem visita Fátima há de ser interpelado por Nossa Senhora que o conduz ao centro da sua mensagem : Jesus Eucarístico. Quem não sente isto e quem não faz este caminho é visitante mas nunca será peregrino”, concluiu o prelado emérito de Portalegre-Castelo Branco, que presidiu à peregrinação Nacional da Sociedade de São Vicente de Paulo que trouxe a Fátima cerca de 2 mil peregrinos.

Entre os participantes nesta celebração estiveram igualmente os  representantes dos episcopados católicos da Europa e da África que estão reunidos no Santuário de Fátima desde sexta feira, para debater os efeitos da globalização sobre as comunidades católicas e a sociedade dos dois continentes, defendendo uma nova visão sobre o fenómeno.

Esta segunda feira haverá um comunicado final dos dois organismos com as conclusões do encontro.