PESQUISA

Tipologia: IGREJAS

Continente: EUROPA

País: Portugal

Diocese: GUARDA

Endereço: Junta de Freguesia de Pínzio

Localidade: Pínzio, Pinhel

História:

capela.jpg

A capela está construída em granito e tem 7 metros de largura e 11 de comprimento.

Foi dedicada pela devoção popular a Nossa Senhora de Fátima e a 13 de Maio foi celebrada na capela anualmente com grande participação popular uma festa solene, com missa  e procissão, além do culto diário do terço e esporadicamente outras iniciativas, como casamentos e batizados. 

Há vários testemunhos de pessoas ainda hoje vivas, naturais das anexas de Pínzio da Abadia e próximas - que confirmam que a capela já então tinha a tradição da festa em honra de Nossa Senhora de Fátima quando sofreu obras de ampliação e de conservação em 1935 por iniciativa de Manuel dos Santos Saraiva, (1897-1968), a saber: 

  • Eufrásia dos Santos Videira, nascida a 4/1924, em Abadia; 
  • António Marcelino, nascido a 9/1925, em Trocheiros; 
  • Isabel Marques, nascida a 3/1926, em Trocheiros; 
  • Messias Amador Gama, nascido a 2/1932, em  Cheiras.

Eu próprio, hoje com 66 anos de idade,  dou testemunho de ter passado na aldeia de Abadia, como neto mais velho de Manuel dos Santos Saraiva, durante muitos anos da minha infância e juventude, frequentando a vivência da espiritualidade e arreigada tradição religiosa e de devoção a Nossa Senhora de Fátima, por ter assistido além das festas de 13 de Maio, a muitos casamentos, batizados, rezas do terço diárias, das avé Marias e do intenso culto da população da aldeia e da vizinhança.

Frequentei o seminário do Fundão ali sendo contemporâneo do atual vigário da Diocese da Guarda Manuel Alberto Pereira de Matos, que presidirá à procissão do próximo dia 12.  

Curiosamente, meu avô, era natural de Gagos e primo direito do Cardeal José Saraiva Martins e parte da sua atividade foi de divulgação das aparições de Fátima e devoção a Nossa Senhora, com a organização de peregrinações ao Santuário de Fátima.    

Nos últimos anos passou a escassear a população da Abadia e das aldeias vizinhas e a festa do 13 de Maio a fazer-se com maiores intervalos, de 3 em três anos,  mais ou menos.

Como se vê do cartaz e imagem anexos, no próximo fim de semana, 12 e 13 de Maio, volta a realizar-se este ano a festa tradicional, com procissão e missa, contando com a forte adesão e devoção da tradição popular.

Junto ainda algumas fotos da cerimónia registada em 2015, com missa campal e procissão em honra de Nossa Senhora.

220.jpg

Este site usa cookies para melhorar a sua experiência. Ao continuar a navegar estará a aceitar a sua utilização. O seu navegador de Internet está desatualizado. Para otimizar a sua experiência, por favor, atualize o navegador.