search clock-o download play play-circle-o volume-up image map-marker plus twitter facebook rss envelope linkedin close exclamation-triangle home bars angle-left angle-right share-alt clock-o arrow-up arrow-down2 folder folder-folder-plus folder-open calendar-o angle-down eye

PÁGINA OFICIAL

Santuário de Fátima

  • faltam
    • Dias
    • Horas
    • Min.
    • Seg.
  • para o Centenário das Aparições de Fátima
Transmissão Online

Bispo de Leiria Fátima falou sobre a mensagem de Fátima aos embaixadores acreditados na Santa Sé

15 de março, 2017

IMG-20170315-WA0009.jpg

 

Bispo de Leiria Fátima falou sobre a mensagem de Fátima aos embaixadores acreditados na Santa Sé

D. António Marto recordou a «sombra brilhante de Fátima» na embaixada de Portugal Junto da Santa Sé

 

A Mensagem de Fátima continua atual, cem anos depois, e sobretudo continua a ser necessária, pois dá-nos um «programa espiritual e pastoral para a evangelização, desta vez na companhia e sob a proteção do Coração Imaculado de Maria», afirmou hoje o bispo de Leiria-Fátima na Embaixada de Portugal junto da Santa Sé, Itália.

D. António Marto, que falava sobre a Mensagem de Fátima aos embaixadores acreditados na Santa Sé, sublinhou que os anúncios e os pedidos da Virgem Maria aos Três Pastorinhos permanecem válidos.

Recordou que «a sombra brilhante de Fátima» abrange o século XX, «talvez o século mais cruel e sangrento da história» e é neste quadro trágico que a Virgem Maria aparece em Fátima «como uma visão de paz e uma luz de esperança para a Igreja e para o mundo».

«Provavelmente, só hoje, depois de quase um século, estamos em posição de compreender mais profundamente a verdade, a riqueza e toda a extensão desta mensagem», referiu, sublinhando que «é possível vencer o mal, a partir da conversão do coração a Deus pela oração e reparação do pecado humano».

Nesse sentido, D. António Marto destaca alguns dos aspetos da Mensagem de Fátima e sua relevância para os dias de hoje, como a «afirmação da primazia de Deus», uma das caraterísticas essenciais: «fazer regressar o ato de adoração a Deus ao centro da vida da Igreja e do mundo, em contraste com o ambiente de perseguição e, hoje, de ateísmo da indiferença religiosa».

O apelo à conversão e à reparação, à oração, especialmente a recitação do Terço, o compromisso com a Paz, a compaixão pelo sofrimento, a devoção ao Imaculado Coração de Maria, a abertura à comunhão católica, através da unidade em torno do Papa, são outros dos aspetos fundamentais da atualidade da Mensagem de Fátima recordados por D. António Marto.

Neste encontro com os embaixadores junto da Santa Sé, estiveram presentes os embaixadores de lingua portuguesa e espanhola, bem como D.Carlos Azevedo, alguns sacerdotes portugueses que trabalham na Curia Romana, o chefe de protocolo da Secretaria de Estado, Mons. José Avelino Bettencourt, o Reitor do Pontificio Colégio Portugues, Conego A. Rego,  o Cardeal Saraiva Martins, o Cardeal Monteiro de Castro, e o reitor da Universidade Gregoriana, o Pe. Nuno Gonçalves.

Esta quinta-feira, o bispo de Leiria Fátima estará no Instituto de Santo António dos Portugueses, em Roma, onde falará durante a sessão de apresentação do livro do Padre António Rego “Fátima, sou peregrino”. 

 

(notícia atualizada 16 março 17h00)