07 de abril, 2019

3J3A8531.JPG

Basílica de Nossa Senhora do Rosário acolheu Concerto Comemorativo da morte de S. Francisco Marto

“Inspiração do Canto Gregoriano” foi o título do concerto do Ensemble Lusiovoce, com acompanhamento de Sérgio Silva e direção de Clara Alcobia Coelho

 

A Basílica de Nossa Senhora do Rosário acolheu esta tarde o Concerto Comemorativo da morte de S. Francisco Marto, com o título “Inspiração do Canto Gregoriano”, pelo Ensemble Lusiovoce, com acompanhamento ao órgão de Sérgio Silva e direção de Clara Alcobia Coelho.

Esta iniciativa está integrada no programa comemorativo do centenário da morte de Francisco Marto, que se assinalou na passada quinta-feira, 4 de abril.

A música selecionada para este concerto, foi assente em três pilares de grande significado: a predominância de textos de devoção mariana, que aqui ocupam especial destaque; a simplicidade e ancestralidade do canto gregoriano como símbolo direto da infância e inocência de Francisco Marto; e a inclusão de música deste século, como sentida homenagem dos fiéis do nosso tempo.

O Grupo Vocal Lusiovoce, que neste concerto se apresenta maioritariamente na sua formação de vozes femininas, tem direcionado a sua atividade principal para a interpretação de música moderna. Tem colaborado com alguns dos principais festivais de música nacionais, como o Festival Cistermúsica de Alcobaça, o Festival de Vila do Conde, o Festival de Órgão de Santarém, o Festival Estoril Lisboa, Festival de Órgão da Madeira e na temporada de concertos da Basílica de Mafra.

A maestrina Clara Alcobia Coelho fez os estudos superiores na Escola Superior de Música de Lisboa, nas áreas de Formação Musical e Direcção Coral. Concluiu o mestrado em Direcção Coral em 2010. Com o Coro Gulbenkian, foi responsável pela preparação musical de vários programas. É docente, desde 2001 na Escola Superior de Música de Lisboa e na Academia Nacional Superior de Orquestra.

O organista Sérgio Silva é mestre em música, pela Universidade de Évora. Começou por estudar órgão no Instituto Gregoriano de Lisboa, sob a orientação de João Vaz, na disciplina de órgão, e de António Esteireiro em acompanhamento e improvisação. Atualmente, é docente de órgão no Instituto Gregoriano de Lisboa e na Escola de Música Sacra de Lisboa, e é organista titular da Basílica da Estrela e da Igreja de São Nicolau, em Lisboa.

O Santuário de Fátima assinalou o centenário da morte de S. Francisco Marto, com um programa especial que começou no dia 03 de abril com a recitação do Rosário seguida de uma vigília com veneração do túmulo de São Francisco Marto, na Basílica da Santíssima Trindade.

No dia 04 de abril, rezou-se o Terço na Capelinha das Aparições, seguindo-se a procissão para a Basílica de Nossa Senhora do Rosário de Fátima com o ícone de S. Francisco Marto, onde foi celebrada a Missa Votiva dos Pastorinhos de Fátima, presidida pelo cardeal D. António Marto.

Até ao final do presente ano pastoral, será distribuída uma pagela comemorativa do centenário da morte do Francisco, que será disponibilizada exclusivamente na casa do Francisco e da Jacinta, em Aljustrel. Estará disponível nos sete idiomas oficiais do Santuário de Fátima. Também o túmulo do pequeno pastor, na Basílica de Nossa Senhora do Rosário, está solenizado de uma forma especial para assinalar a efeméride.

HORÁRIOS

25 abr 2019

Missa, na Basílica de Nossa Senhora do Rosário de Fátima

  • 07h30
Missa

Rosário, na Capelinha das Aparições

  • 12h00
Terço
Este site usa cookies para melhorar a sua experiência. Ao continuar a navegar estará a aceitar a sua utilização. O seu navegador de Internet está desatualizado. Para otimizar a sua experiência, por favor, atualize o navegador.