08 de fevereiro, 2024

154a4873.jpg

D. José Ornelas de Carvalho desafiou hoteleiros a comportamentos “ecológicos e amigos do ambiente”

Salão do Bom Pastor acolheu o 45º Encontro de Hoteleiros e responsáveis de Casas Religiosas que Acolhem Peregrinos em Fátima

 

D. José Ornelas de Carvalho, bispo de Leiria-Fátima, no âmbito do 45º Encontro de Hoteleiros e responsáveis de Casas Religiosas que Acolhem Peregrinos em Fátima, pediu aos mais de uma centena de hoteleiros presentes, para criarem condições para que a Cova da Iria continue a ser espaço “para o diálogo e para o encontro”.

Em Fátima sente-se “gratidão para com Deus e Sua mãe que aqui nos reúne e nos deu este ano particular, e que apesar de tantas preocupações que o mundo tem, nomeadamente a guerra, desde aqui a oração é permanente”.

O prelado falou do “mundo complicado do ponto de vista político e climático”, e deixou o alerta para o “aumento da temperatura global”, que representa “tremendos desafios para nós”.

D. José Ornelas de Carvalho desafiou hoteleiros a comportamentos “ecológicos e amigos do ambiente”, com o objetivo de “quem vem aqui leve essa mensagem de paz e de respeito pela terra”, pois o “tema da paz e do futuro são fundamentais”.

Em 2025, a Igreja viverá um Ano Santo e ao perspetivar um novo ciclo pastoral, “o Santuário de Fátima adotou como horizonte o Ano Santo Jubilar, em sintonia com este acontecimento rumo ao qual se desenvolverá a vida da Igreja ao longo destes dois anos”, afirmou o Pe. Carlos Cabecinhas, reitor do Santuário de Fátima.

“Como sabeis, o Jubileu ou Ano Santo celebra-se em cada 25 anos, estes são os chamados anos santos ou jubileus ordinários e maiores, para os distinguir dos jubileus extraordinários, o último dos quais foi o da Misericórdia”, esclareceu o sacerdote, lembrando que se concluiu um triénio pastoral (2020-2023) “ancorado no percurso temático associado à Jornada Mundial da Juventude Lisboa 2023”.

No início desse triénio, “dêmos especial atenção aos desafios e dramas enfrentados pela humanidade em razão da pandemia de Covid-19”.

“O coroamento do triénio foi a Jornada Mundial da Juventude, que trouxe a Fátima mais de um milhão de jovens, e acreditamos que estes jovens peregrinos, que vieram conhecer o Santuário por ocasião da JMJ, serão os peregrinos de Fátima no futuro e são já difusores da mensagem de Fátima nos seus países de origem”, disse o Pe. Carlos Cabecinhas lembrando ainda a visita do Papa Francisco, e na qual os mais frágeis estiveram em destaque.

Na Cova da Iria tem agora início um biénio enraizado nos temas determinados pelo Papa Francisco para a vivência do jubileu de 2025: a oração, em 2024, ano que precede o Jubileu, e “Peregrinos da esperança”, tema do Ano Santo.

O tema global destes dois anos, que confere unidade a este biénio pastoral, é: “Ao encontro da esperança”. Sob este tema geral propõem-se os temas de cada ano pastoral: em 2023-2024, “Chamados ao encontro”; em 2024-2025, “Peregrinos da esperança”.

548a4266.jpg

O Reitor do Santuário de Fátima, deixou claro que os objetivos definidos para o ciclo pastoral que agora começa passam por relevar o papel e o lugar de Fátima como casa e escola de oração; intensificar a dilatação da mensagem e espiritualidade de Fátima para fora dos limites geográficos do Santuário nacional e internacionalmente; reafirmar a importância do silêncio contemplativo e orante, valorizando o Santuário como lugar propício para a sua vivência; Propor Fátima como lugar de encontro e casa de todos – À luz das Palavras do Papa na Capelinha das Aparições, interpretando-a como imagem da Igreja, aberta a todos, com a proposta de apresentar Fátima como lugar de encontro e casa de todos; Aclarar no Povo de Deus a consciência de peregrino-missionário,  medida que se aproxima da celebração do Ano Santo, as atividades procurarão aprofundar a consciência de que ser cristão é ser peregrino-missionário; reconhecer e oferecer Fátima como luz sobre as desesperanças da humanidade; promover Fátima como acontecimento, mensagem e lugar materno da esperança; aprofundar a leitura e a difusão do carisma da Ir. Lúcia de Jesus, profeta de esperança – tendo em conta que, no presente ano, a Igreja publicou o Decreto da heroicidade das virtudes da irmã Lúcia, o Santuário pretende dar especial atenção a este objetivo; convocar à vivência do Ano Santo em Fátima e a partir de Fátima, em união com toda a Igreja.

“Acreditamos que, com este biénio pastoral, ajudaremos à vivência do Ano Santo em Fátima e a partir de Fátima, em união com toda a Igreja”, disse o Pe. Carlos Cabecinhas, dizendo ainda que no próximo ano pastoral, a oração enquanto encontro com Deus, será a temática primordial.

“Chamados ao encontro” é a formulação deste tema, que o Papa Francisco propõe para o ano de preparação para o Ano Santo de 2025, e “porque a oração é central na mensagem de Fátima e um dos seus traços mais característicos, lemos o tema do ano à luz da exortação angélica: “Orai comigo””.

Para a vivência deste ano pastoral, o Santuário de Fátima preparou o cartaz e outros suportes gráficos que recordarão, ao longo do ano, o tema que guia a vida do Santuário, vai disponibilizar as habituais catequeses nas alamedas do Recinto de Oração e um itinerário orante para a vista ao Santuário, vai ser disponibilizado um programa de atividades em formato digital.

Os “Encontros na Basílica”, continuarão a integrar a agenda do Santuário com momentos de reflexão e de fruição musical, o Curso de Verão para investigadores acontecerá em julho. O Santuário mariano irá ainda disponibilizar uma série de propostas variadas de formação e vivência espiritual, na Escola do Santuário. A nível cultural foi preparado um programa musical vasto. 

Marco Daniel Duarte, diretor do Museu e do Departamento de Estudos do Santuário de Fátima, apresentou a temática do Ano Jubilar, com a conferência “As celebrações do Ano Santo em Fátima: marcas no tempo e no espaço (a propósito do Jubileu de 2025)”.

O encontro terminou com um jantar na Escola de Hotelaria de Fátima.

PDF

HORÁRIOS

02 mar 2024

Missa, na Basílica de Nossa Senhora do Rosário de Fátima

  • 07h30
Missa

Rosário, na Capelinha das Aparições

  • 10h00
Terço
Este site usa cookies para melhorar a sua experiência. Ao continuar a navegar estará a aceitar a sua utilização. O seu navegador de Internet está desatualizado. Para otimizar a sua experiência, por favor, atualize o navegador.