14 de fevereiro, 2021

D0000103.jpg

Dia dos Pastorinhos celebrado apenas em ambiente digital

Sem peregrinos presentes fisicamente, Santuário inicia esta quinta-feira a Novena dos Pastorinhos

 

O Dia dos Pastorinhos, que se assinala a 20 de fevereiro, dia da sua festa litúrgica,  vai ser celebrado pela primeira vez apenas em ambiente digital com duas novidades: a primeira prende-se com a Novena dos Santos Pastorinhos, que começa já esta quinta-feira, dia 11 e a segunda com a exibição, no sábado dia 20, às 14h00, do documentário Santos Vizinhos- duas crianças que se fizeram candeias da humanidade a partir de Fátima.

Dada a impossibilidade de uma participação presencial por parte dos peregrinos, devido às restrições impostas pela pandemia, o Santuário dará destaque particular à preparação deste dia com a presença de alguns sinais concretos a serem transmitidos nas redes sociais:  na Capelinha, serão colocadas as duas esculturas dos santos, o que permitirá sensibilizar visualmente quem acede ao Streaming da Capelinha; na Basílica do Rosário, serão colocados os ícones dos santos Francisco e Jacinta e nas celebrações, mas sobretudo no Terço das 18h30 e das 21h30, diariamente, haverá sempre um cuidado especial na evocação dos Santos Francisco e Jacinta Marto.

No dia 19, sexta-feira, haverá a vigília, às 21h30, na Basílica de Nossa Senhora do Rosário. A vigília constará de duas partes: depois do lucernário, será rezado o terço; a segunda parte será a veneração aos túmulos dos dois Santos.

No dia 20, o dia da festa litúrgica dos Santos Francisco e Jacinta e o aniversário da morte de Santa Jacinta, os canais digitais do Santuário- Youtube e Facebook- transmitirão o Terço às 10h00, a Missa às 11h00, presidida pelo cardeal D. António Marto e um documentário sobre Francisco e Jacinta Marto, às 14h00.

Santos Vizinhos- duas crianças que se fizeram candeias da humanidade a partir de Fátima é uma produção do Santuário de Fátima que conta a história de vida dos dois primeiros santos de Fátima, a partir do olhar de historiadores, teólogos e religiosas, e integra testemunhos da ex-postuladora da Causa de Canonização, Irmã Ângela Coelho; da religiosa carmelita que pediu a intercessão dos santos na cura do pequeno Lucas e do próprio miraculado e da sua família.

Também neste sábado, Juranda,  na diocese de Campo Mourão no Paraná, Brasil, a cidade natal de Lucas Oliveira, viverá pelo terceiro ano consecutivo este dia como feriado municipal.

Este dia, no contexto que o país e o mundo atravessam, é uma oportunidade para pensar melhor a vida e o exemplo destes dois santos, sobretudo o de Jacinta, que faleceu justamente a 20 de fevereiro de 1920.

Afetada pela “gripe espanhola”, em 1918, Jacinta vê o seu irmão morrer em abril de 1919; foi tratada em Ourém, onde recebe a visita de Lúcia, sua prima, vidente de Fátima, que diz tê-la encontrado feliz por poder oferecer este sofrimento a Deus.

Em janeiro de 1920, Jacinta Marto foi levada para Lisboa, para ser tratada no Hospital D. Estefânia, tendo falecido a 20 de fevereiro; a 1 de maio de 1951, os seus restos mortais foram trasladados para a Basílica de Nossa Senhora do Rosário, no Santuário de Fátima.

A pequena santa foi uma criança normal, como eram as crianças de há 100 anos, que cresceu numa família de matriz cristã, uma menina sensível, muito alegre, com quem as crianças e os adultos de hoje se podem identificar, como refere a Irmã Ângela Coelho num dos momentos do documentário que será exibido no Dia dos Pastorinhos, às 14h00 em www.fatima.pt

PDF

DESTAQUES

CATEGORIAS

Geral Entrevista

HORÁRIOS

09 mar 2021

Missa, na Basílica de Nossa Senhora do Rosário de Fátima

  • 11h00
Missa

Rosário, na Basílica de Nossa Senhora do Rosário de Fátima

  • 18h30
Terço
Este site usa cookies para melhorar a sua experiência. Ao continuar a navegar estará a aceitar a sua utilização. O seu navegador de Internet está desatualizado. Para otimizar a sua experiência, por favor, atualize o navegador.