09 de dezembro, 2018

3J3A1055.JPG

“É fundamental a conversão, a mudança de mentalidade e de direção”, afirma o Reitor do Santuário de Fátima

O Pe. Carlos Cabecinhas presidiu esta manhã à eucaristia dominical na Basílica da Santíssima Trindade

 

O Pe. Carlos Cabecinhas, Reitor do Santuário de Fátima, presidiu esta manhã à eucaristia dominical na Basílica da Santíssima Trindade, e para a qual se fizeram anunciar cinco grupos de peregrinos.

A viver o tempo do Advento, o Reitor do Santuário de Fátima explicou que é necessária uma preparação para “acolher o Senhor”, e isso passa fundamentalmente pela “conversão do coração”.

“Para acolher o Senhor que vem, é fundamental a conversão, a mudança de mentalidade e de direção”, disse ainda, afirmando que essa preparação é um “re-equacionar a vida, as prioridades, os valores, porque só nos corações verdadeiramente transformados, o Senhor Jesus encontrará lugar para nascer”.

Segundo o Pe. Carlos Cabecinhas, essa conversão “não é uma qualquer mudança superficial ou cosmética: significa tomar consciência do que precisa de ser modificado para podermos acolher realmente a Jesus nas nossas vidas”, e uma vez que o Seu nascimento está breve “não se pode perder tempo, a conversão é necessária hoje”.

“É necessário produzir agora frutos de arrependimento e de verdadeira mudança em todos os aspetos da vida que signifiquem afastamento de Deus ou resistência à sua ação”, reiterou, e disse que esse ato de conversão é “mais que fruto de um mero esforço voluntarista da nossa parte, significa disponibilidade para confrontar a própria vida com Deus e deixar-se conduzir por Ele”.

Neste sentido, isso só é possível quando a vida é confrontada com “Deus e a Sua Palavra e na oração”, e desse modo o tempo do Advento “é tempo de oração mais intensa e de mais atenta escuta da Palavra de Deus, para que seja Deus a fazer frutificar os nossos esforços de conversão”. Mas a conversão passa também pela “vivência da caridade, numa maior atenção aos outros”.

“Na mensagem de Fátima encontramos os estímulos para a vivência deste tempo de Advento, em consonância com os apelos de João Baptista e com a Palavra de Deus que escutámos: encontramos o apelo à conversão, que é central na mensagem quer do Anjo quer de Nossa senhora; encontramos o apelo a exortação à oração, que é o pedido mais insistentemente feito; e encontramos o exemplo, na vida dos Santos Pastorinhos, da especial atenção aos outros, sobretudo aos pecadores e aos mais pobres”, explicou.

Assim, para o Reitor do Santuário, “A Mensagem de Fátima pode ser, para nós, um precioso estímulo para uma vivência mais autêntica e mais intensa deste tempo de Advento”.

PDF

HORÁRIOS

25 mai 2019

Rosário, na Capelinha das Aparições

  • 21h30
Terço
Este site usa cookies para melhorar a sua experiência. Ao continuar a navegar estará a aceitar a sua utilização. O seu navegador de Internet está desatualizado. Para otimizar a sua experiência, por favor, atualize o navegador.