search clock-o download play play-circle-o volume-up image map-marker plus twitter facebook rss envelope linkedin close exclamation-triangle home bars angle-left angle-right share-alt clock-o arrow-up arrow-down2 folder folder-folder-plus folder-open calendar-o angle-down eye refresh

PÁGINA OFICIAL

Santuário de Fátima

Transmissão Online

“Maria é o exemplo perfeito do terreno bom, no qual cai a semente da Palavra e que, por estar preparado, dá fruto”

13 de fevereiro, 2018

3J3A9658.JPG

 

“Maria é o exemplo perfeito do terreno bom, no qual cai a semente da Palavra e que, por estar preparado, dá fruto”

Reitor do Santuário presidiu esta manhã à missa da peregrinação mensal de fevereiro

 

O reitor do Santuário de Fátima, o Pe. Carlos Cabecinhas, presidiu esta manhã à missa da peregrinação mensal de fevereiro, na Basílica da Santíssima Trindade, e na qual foi assinalado o 13º aniversário da morte da Ir. Lúcia de Jesus, uma das videntes das Aparições de 1917.

O Pe. Carlos Cabecinhas começou por lembrar a vida da Pastorinha, cuja fase diocesana do Processo de Canonização da Irmã Lúcia de Jesus passou para a competência direta da Santa Sé e do Papa em fevereiro de 2017.

Apesar de em Portugal se assinalar o dia de entrudo, o reitor lembrou que “no dia 13 de cada mês, evocamos as aparições de Nossa Senhora, aqui, em Fátima. Reunimo-nos para louvar o Senhor e dar-Lhe graças pelo dom da Sua Mãe, que continua a derramar sobre nós as suas graças; reunimo-nos em assembleia para dar graças ao Senhor pelo dom que Fátima é para o mundo e para a Igreja”.

“As aparições de Fátima testemunham a imensa bondade de Deus, que continua a guiar a história e a fazer-nos experimentar o seu amor e misericórdia, deixando-nos uma mensagem de esperança num mundo desesperado e um forte apelo à oração confiante, à penitência e à conversão, que coloquem Deus no centro das nossas vidas”, lembrou o sacerdote à assembleia.

O Pe. Carlos Cabecinhas, explicou que a liturgia “convida-nos a olhar para Maria e a tomá-la como exemplo”.

“Nos Evangelhos, de facto, Maria aparece como aquela que escuta a Palavra; a escuta e medita, guardando-a em seu coração. Escuta a Palavra, medita-a e guarda-a no seu coração, para a viver, para orientar a sua vida e as suas atitudes de acordo com ela”, disse.

O reitor do Santuário de Fátima apresentou a Mãe de Jesus como “o exemplo perfeito do terreno bom, no qual cai a semente da Palavra e que, por estar preparado, dá fruto”.

“Com o seu «sim» sem reservas à vontade de Deus, Maria antecipou a realização em si da súplica do Pai-nosso: «seja feita a vossa vontade».

“Fazer a vontade de Deus, pôr em prática a Palavra, levá-la à vida nunca foi fácil”, alertou e explicou que a súplica anteriormente referida “é antes de mais, o reconhecimento de que precisamos da ajuda de Deus e da Sua força para podermos fazer a Sua vontade. Precisamos da força de Deus para fazer o que Lhe agrada. E contamos com a ajuda e a intercessão de Maria para, como ela, fazermos a vontade de Deus”.

No final da celebração os peregrinos foram convidados a integrar a procissão que levou a imagem de Nossa Senhora de volta à Capelinha das Aparições.  

CATEGORIAS DE NOTÍCIAS


HORÁRIOS

Missa

Missa, na Basílica de Nossa Senhora do Rosário de Fátima

07h30
Terço

Rosário, na Capelinha das Aparições

12h00

LOJA ONLINE


Loja Santuário de Fátima