27 de julho, 2023

2023-07-26jmjjovensfatima2.jpg

Milhares de jovens já estão em Fátima, a caminho de Lisboa

A menos de uma semana da Jornada Mundial da Juventude, são muitos os jovens que querem vir viver Fátima.

 

Desde o início desta semana que os espaços do Santuário de Fátima se sentem cada vez mais povoados dos jovens que estão no nosso país para participar na Jornada Mundial da Juventude de Lisboa (JMJ Lisboa 2023), entre 1 e 6 de agosto. Para muitos deles a Cova da Iria é lugar obrigatório de passagem e onde muitos peregrinam pela primeira vez.

“Sinto-me abençoada por aqui iniciar, com o meu grupo, o caminho para a JMJ Lisboa 2023”, assume Sandra, das Ilhas Maurícias, que vem inserida numa delegação da diocese da capital, Porto Luís. Está junto com a amiga Tessa, que não esconde a “grande graça” que sente nesta sua primeira vinda a Fátima.

“Não há palavras para explicar o que sinto. Já me inteirei da história das três crianças a quem Nossa Senhora apareceu, já visitei os túmulos deles e a basílica onde se encontram, que achei lindíssima”, conta Tessa, que considera esta passagem pela Cova da iria como “uma oportunidade de levar Maria para os dias da JMJ”.

Desde o passado dia 17 que o Santuário de Fátima tem recebido inúmeros grupos organizados de jovens, que vêm a Portugal para participar na JMJ Lisboa 2023, numa presença que tem vindo a subir em número diariamente. Só no dia de ontem, os serviços do Santuário acolheram cerca de 4.000 jovens peregrinos, inseridos em grupos organizados. França é, até agora, o país com mais representação, mas basta um breve percurso pelo Recinto de Oração para ali pressentir os quatro cantos do mundo.

Karen, da República Dominicana e a viver nos Estados Unidos da América, veio a Fátima pela primeira vez acompanhada de um grupo norte americano.

“Estar aqui é a concretização de um sonho. Tem sido uma experiência de paz maravilhosa. Sei que a minha família e amigos adorariam estar aqui e poder rezar neste lugar é, para mim, uma bênção”, afirma a jovem.

Laura Castro, mexicana, fala, com o mesmo fascínio, de um “sonho cumprido” com esta sua primeira vinda ao “Santuário da Virgem”.

“Estou demasiado emocionada nesta visita, que será, certamente, uma experiência marcante, tal como a participação na JMJ Lisboa 2023”, antevê.

Entre programas organizados e visitas livres, os jovens estão dispersos pelos diversos espaços do Santuário de Fátima. Como roteiro, servem-se do itinerário do jovem peregrino, criado para ajudar os jovens a traçar um percurso para uma vivência orante, espiritual e cultural de Fátima. Nos momentos celebrativos, as cores e bandeiras são marca evidente da presença de grupos estrangeiros de jovens como o que integra Bartek, da Polónia.

“A experiência mais incrível foi a Missa, na qual acabámos de participar… Foi um momento maravilhoso de partilha da nossa fé em assembleia”, descreve, à saída da Basílica da Santíssima Trindade. Mais à frente, Zezinha Alfama, dirigente do Escutismo Católico em Cabo Verde, faz-se acompanhar pela família e amigos nesta visita a Fátima, onde vieram “cumprimentar a Mãe do Céu”. “É uma grande alegria estarmos aqui, para convivermos e partilharmos este momento único na vida da juventude”, diz a responsável do grupo.

 

2023-07-26jmjjovensfatima3.jpg

“Daqui, com toda a força e graça que nascem do encontro com a Mãe, seguimos para JMJ”

A maioria dos jovens chega de autocarro, que estaciona junto à Aldeia Jovem, um espaço, no parque 12, que o Santuário preparou de raiz para os jovens puderem dormir e tomar refeições, disponível 24 horas. Dali, a entrada faz-se pelo topo do Recinto de Oração, de onde os jovens têm o primeiro vislumbre do Santuário de Fátima. É aí que encontramos Arturo, do México, que assume duas estreias: a participação numa Jornada Mundial da Juventude e a vinda à Cova da Iria.

“Acabei de descer do autocarro e, já aqui, sinto-me privilegiado e abençoado por a Virgem Maria me ter convidados a vir a este Santuário e a esta Jornada com tantos jovens. Neste primeiro momento, sinto o amor e a ternura da nossa Mãe, com quem me vim encontrar para avançar ainda mais na minha conversão”, revela o jovem mexicano.

Uns poucos metros ao lado está David Bernal, colombiano, de Bogotá, que sublinha a paz que imediatamente sentiu ao chegar ao Santuário de Fátima, ao apontar para o lado oposto, onde a paisagem é contornada pela Basílica de Nossa Senhora do Rosário.  Ali, no topo da escadaria, Romain está “maravilhado” com a visão da Capelinha das Aparições e do Recinto de Oração, mas sente-se sobretudo “enriquecido” com a experiência de fé que conseguiu neste lugar.

“Esta primeira experiência de Fátima está a ser muito positiva, sobretudo ao nível da minha fé. Tenho conhecido outras pessoas, que têm enriquecido a minha vida e a minha jornada. Espero voltar, para descobrir ainda mais sobre este lugar”, afirma o jovem peregrino de França, já no segundo dia na Cova da Iria.

Juntos com uma comitiva da paróquia de Santa Maria, do Dubai, estão os jovens Clites Cardoso e Aline Fernandes. Os sobrenomes portugueses desvendam a origem destes jovens indianos de Goa. Passaram em Fátima, no seu caminho para a JMJ Lisboa 2023, integrados num grupo de 180 jovens da Vigararia Apostólica da Arábia Saudita, que junta os Emirados Árabes Unidos, o Omã e o Iémen.

“Uma vez que o tema da JMJ Lisboa 2023 é ‘Maria levantou-se e partiu apressadamente’, este é o lugar certo para iniciarmos a nossa jornada. Visitar o sítio onde Nossa Senhora apareceu e presenciar a fé de pessoas de diferentes nacionalidades é uma experiência muito enriquecedora”, dizem, em conjunto, ao lembrar a Procissão das Velas em que haviam participado na noite anterior.

“Daqui, com toda a força e graça que nascem do encontro com a Mãe, seguimos para JMJ Lisboa 2023, com todos estes jovens, para viver uma experiência de fé única”, diz uma consagrada, porta-voz de um grupo de jovens da Colômbia.

No preâmbulo da Jornada Mundial da Juventude, que este ano se realiza na capital portuguesa, Fátima, como santuário mariano de âmbito mundial, tem sido lugar de peregrinação de muitos jovens estrangeiros. Depois do encontro mundial de jovens, Fátima continuará de portas abertas para acolher os que vir à Cova da Iria. Para um pequeno grupo jovens, doentes e reclusos, Fátima será, na manhã do dia 5 de agosto, um lugar privilegiado de encontro com o Santo Padre, que se deslocará à Cova da Iria, para com eles rezar na Capelinha das Aparições.

 

 

Galeria de fotos disponível AQUI
PDF

HORÁRIOS

25 jul 2024

Missa, na Basílica de Nossa Senhora do Rosário de Fátima

  • 07h30
Missa

Rosário, na Capelinha das Aparições

  • 12h00
Terço
Este site usa cookies para melhorar a sua experiência. Ao continuar a navegar estará a aceitar a sua utilização. O seu navegador de Internet está desatualizado. Para otimizar a sua experiência, por favor, atualize o navegador.