search clock-o download play play-circle-o volume-up image map-marker plus twitter facebook rss envelope linkedin close exclamation-triangle home bars angle-left angle-right share-alt clock-o arrow-up arrow-down2 folder folder-folder-plus folder-open calendar-o angle-down eye refresh

PÁGINA OFICIAL

Santuário de Fátima

Transmissão Online

“Os santuários de hoje são lugares privilegiados da nova evangelização”, considera o reitor do Santuário de Fátima

01 de outubro, 2018

01102018I.jpg

“Os santuários de hoje são lugares privilegiados da nova evangelização”, considera o reitor do Santuário de Fátima

O Pe. Carlos Cabecinhas está em Loreto, Itália, a participar num seminário que reflete sobre os jovens e as peregrinações

 

O reitor do Santuário de Fátima, o Pe. Carlos Cabecinhas, a convite da Opera Romana Pellegrinaggi, está a participar num seminário de formação intitulado “Giovani e Pellegrinaggio”, a decorrer em Loreto, Itália, até ao próximo dia 3 de outubro.

Esta manhã, numa mesa redonda, o Pe. Carlos falou sobre o encontro de jovens com Maria, enquanto Mãe e enquanto Mestra.

O reitor começou por afirmar que “os jovens estão no centro da vida”, isto a propósito da XV Assembleia Ordinária do Sínodo dos Bispos, que começa esta semana e remete para uma reflexão sobre o lugar dos jovens na Igreja. O reitor referiu também a próxima Jornada Mundial da Juventude, em janeiro de 2019, e cuja Virgem Peregrina estará presente, onde vão estar “milhares de jovens de todo o mundo, chamando-os para celebrar sua fé com alegria e testemunhar com alegria. São eventos eclesiais importantes que justificam o fato de tratarmos de jovens e, no nosso caso, de jovens e peregrinações”.

“Os santuários de hoje são lugares privilegiados da nova evangelização: para a transmissão da fé, a partir das fortes experiências de fé que se tornam possíveis neles e a partir da mensagem específica”, disse e deu como exemplo Fátima que “poderá falar eficazmente aos jovens de hoje”, isto porque se trata de “uma mensagem que não se afasta do que é secundário na vida de fé, mas concentra sua atenção naquilo que é fundamental na fé cristã; uma mensagem que extrai sua relevância da mensagem do Evangelho, alimenta-a e conduz a ela; uma mensagem capaz de levar a uma forte experiência de Deus através de Maria”.

Em Fátima “Maria apresenta-se como Mãe e Professora mostrando o seu Coração Imaculado como «refúgio» e «caminho» materno que conduz a Deus”, e deste modo o coração materno, que é abrigo “nas dificuldades e dramas da vida”, é refugio “para os jovens, nas suas dificuldades e dúvidas, em suas inseguranças e medos, mas é um refúgio que reforça os sonhos e um apoio que ajuda a assumir a responsabilidade pela própria vida e pela direção em que alguém caminha”.

O reitor explicou que os jovens são uma presença habitual em Fátima: “ Se é verdade que muitos jovens se afastam de uma vida inserida na comunidade paroquial, não é menos verdade que não pararam de procurar um caminho espiritual que os estimule, fortes experiências de encontro com Deus que os possam motivar e guiar. Como lugar de forte experiência de Deus, o Santuário oferece a todos que peregrinam a possibilidade de realizar essa experiência através de Maria”.

“Os jovens não perderam o interesse pela fé, expressam muitas vezes uma insatisfação com as formas com as quais, nas nossas comunidades, vivemos e manifestamos essa fé. É por isso que pode acontecer que a experiência de um lugar diferente, como o Santuário, os atraia”, disse o Pe. Carlos Cabecinhas, reiterando a responsabilidade do Santuário em “criar as condições para uma forte experiência de fé e encontro com Deus que possa então voltar a ligar os jovens às suas comunidades de origem”.

O sacerdote falou das iniciativas que o Santuário de Fátima promove para jovens, como é o Projeto Sete ou a Casa do Jovem, e querem tornar cada participante “protagonista exortando-o a fazer seu caminho de fé guiado por Maria”.

“Os jovens de hoje são marcados pela indiferença em consequência de uma auto-referencialidade que marca o seu modo de vida”, alertou o sacerdote afirmando que pela mão dos Pastorinhos cada jovem tem a possibilidade de aprender a “solidariedade em bondade e compaixão”

“Hoje, os jovens muitas vezes vivem em profundo isolamento e solidão, apesar de muita tecnologia e redes sociais, que dão a ilusão de estar em relação e ter muitos amigos”, disse o reitor considerando que com Francisco, Jacinta e Lúcia os jovens “aprendem a apoiar-se mutuamente”.

Nesta iniciativa estão presentes o custódio da Terra Santa, frei Francesco Patton, e o Pe. Andrè Cabes, reitor do Santuário de Lourdes em França.

CATEGORIAS DE NOTÍCIAS


HORÁRIOS

Missa

Missa, na Basílica da Santíssima Trindade

11h00
Terço

Rosário, na Capelinha das Aparições

12h00

LOJA ONLINE


Loja Santuário de Fátima