24 de março, 2022

119A1538.jpg

Portugal vai ter monumento nacional em louvor da Padroeira de Portugal

Santuário de Fátima acolhe congresso internacional “Mulher, Mãe e Rainha”

 

O congresso internacional “Mulher, Mãe e Rainha”, a decorrer em Fátima até ao próximo sábado, começou esta manhã e conta com a presença de duas centenas de participantes.

Na sessão de abertura, o Pe. Carlos Cabecinhas, explicou que o Santuário de Fátima se associa a este congresso “não por motivos circunstanciais, mas por um motivo bem mais significativo”.

“Os santuários marianos marcam a paisagem portuguesa”, acrescentou, dizendo ainda que enquanto responsável, é com alegria e honra que o Santuário de Fátima acolhe a realização destes trabalhos.

O congresso reúne especialistas e investigadores em torno de diversas temáticas: estudos da Mariologia, da Teologia e da Bíblia; da religiosidade popular; das associações de fiéis e das ordens religiosas, impulsionadoras da devoção à Virgem Maria; do Direito canónico; da Antropologia e da Sociologia, da Arte e da História da Igreja; da História de Portugal e da História Universal.

D. Francisco Senra Coelho, Arcebispo da Arquidiocese de Évora, lembrou que “Portugal apoiado na caminhada teológica da Igreja, há 375 anos, proclamou Nossa Senhora da Conceição, padroeira de Portugal”.

“As nações sobrevivem à ilusão do tempo e permanecem vivas na história dos povos se permanecer viva a fecundidade da sua espiritualidade e cultura”, referiu o prelado alertando ainda que “a diluição espiritual de um povo significará a perda da identidade e a sua fusão num hoje sem futuro”.

Marco Daniel Duarte, diretor do Departamento de Estudos do Santuário de Fátima e presidente da Comissão Organizadora do congresso, considera o tema “importante e atual”, muito pela conjuntura que o mundo atravessa.

O programa da tarde de amanhã, sofreu alterações de forma que os congressistas e oradores possam participar no Ato de Consagração, que vai decorrer na Capelinha das Aparições pelas 16h00.

“Sente-se a universalidade do culto mariano, este congresso não poderia ser mais atual, e não poderia passar à margem deste ato”, explicou.

O programa apresenta temas relacionados com Fátima, nomeadamente a analise das coroas e os significados das coroações das imagens da Virgem Maria de Vila Viçosa, do Sameiro e de Fátima.

Sónia Vazão e André Melícias, do Departamento de Estudos do Santuário de Fátima, apresentarão os temas “O contributo da Virgem Peregrina de Fátima para a difusão do culto mariano no mundo” e “Coroar a Rainha do Mundo: a coroação de imagens de Nossa Senhora de Fátima como estratégia pastoral do Exército Azul de Nossa Senhora de Fátima no combate ao ateísmo comunista (1967 e 1971)”, respetivamente.

O reitor do Santuário de Fátima, padre Carlos Cabecinhas, apresentará um contributo na penúltima conferência plenária, abordando o tema “Desafios contemporâneos aos santuários marianos: devoção, peregrinação e turismo”.

O Pe. José Paulo Abreu, presidente da Comissão Científica do Congresso, falou na felicidade que é o facto da “Mãe do céu atrair as atenções do mundo inteiro, sendo fácil juntar os investigadores, que acabaram por dar corpo a este projeto e fazer este congresso, para assinalar este evento histórico”.

Carlos Filipe, presidente do Instituto da Padroeira de Portugal para os Estudos de Mariologia, lembrou que esta iniciativa “foi uma experiência inovadora, num processo desafiante e possível, envolvendo a sociedade civil, a Igreja e a academia em conjunto com outras identidades”.

O tema “é pertinente pelas abordagens temáticas, procurando reunir especialistas, e marcando a história em geral e a Igreja em particular”, uma vez que, “o Povo português tem uma forte identidade mariana, que queremos conhecer nas suas mais variadas expressões”.

Portugal é um país com “profundas raízes partilhadas na Igreja, com a proteção da Virgem Maria, e este congresso dinamiza-se nesta dinâmica de partilha”.

O responsável anunciou que o Instituto da Padroeira de Portugal para os Estudos de Mariologia vai iniciar campanha para a construção de um monumento nacional em louvor da Padroeira de Portugal, “pois não existe, e desta forma vamos dar os primeiros passos para que isso seja possível dentro de 3 anos”.

Esta noite, haverá uma sessão cultural que encerra o primeiro dia, o Coro do Santuário de Fátima apresentará o concerto "Cantar a Padroeira", sob a direção de Ricardo Campos e com Sílvio Vicente ao órgão, na Basílica de Nossa Senhora do Rosário.

PDF

HORÁRIOS

27 nov 2022

Missa, na Basílica de Nossa Senhora do Rosário de Fátima

  • 07h30
Missa

Rosário, na Capelinha das Aparições

  • 10h00
Terço
Este site usa cookies para melhorar a sua experiência. Ao continuar a navegar estará a aceitar a sua utilização. O seu navegador de Internet está desatualizado. Para otimizar a sua experiência, por favor, atualize o navegador.