09 de maio, 2024

peregrinos-de-fatima.png

Acolher bem quem chega à Cova da Iria

Maio marca o regresso das grandes peregrinações. No Santuário de Fátima, uma intensa operação logística tem início meses antes para acolher bem milhares de fiéis.

 

Uma intensa e detalhada operação logística começa meses antes, para que, em maio, na Cova da Iria, estejam reunidas condições para acolher milhares de peregrinos. É um trabalho que inclui todas as dimensões da atividade do Santuário, da Liturgia à Pastoral, passando pela Hospedagem, Vigilância e Gestão Operacional, Manutenção, Sistemas de Informação, Som e Imagem, entre outros.
As tarefas são muitas e não seriam possíveis de executar sem os cerca de 200 voluntários, Servitas e Escuteiros que colaboram regularmente com o Santuário de Fátima. Ao longo dos dias 12 e 13 de maio, a sua atuação é preciosa num sem-número de ocasiões: prestam apoio em praticamente todos os domínios, destacando-se o acolhimento, as Informações, as Celebrações, a Ornamentação, a Música, o Centro de Imprensa, os Retiros de Doentes e o Museu.

Zelar pela segurança

A segurança é uma das áreas cujo trabalho de preparação é contínuo e no qual as diversas entidades demonstram já uma boa articulação e preparação atendendo à regularidade das Peregrinações. Nesse domínio, o Santuário de Fátima trabalha em estreita articulação com a Guarda Nacional Republicana, o Município de Ourém, através do Serviço Municipal de Proteção Civil, e o Comando Sub-regional do Médio Tejo da Autoridade de Emergência e Proteção Civil. 
A preparação inclui reuniões técnicas para elaboração dos diversos planos de ação, envolvendo todas as entidades que, de alguma forma, colaboram no acolhimento aos peregrinos na cidade e no Santuário de Fátima. As ações incidem sobre os sistemas existentes, destacando-se a proteção de pessoas e bens. 
As diversas forças e serviços de segurança colaboram ainda com as entidades de saúde e as diversas corporações de bombeiros com o objetivo de reforçar os cuidados prestados aos peregrinos e visitantes.

peregrinos-recinto-oracao-fatima (1).png

 

Orientar e informar

A gestão da chegada de peregrinos a Fátima é feita pela Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil e pela Guarda Nacional Republicana, que terá, a partir do dia 11 de maio, um reforço efetivo de meios na Cova da Iria, nomeadamente para monitorização de trânsito e apoio ao peregrino. Nos dias 12 e 13 de maio, haverá um reforço de meios no Caminho dos Pastorinhos, nos Valinhos, bem como em Aljustrel, junto às casas dos Pastorinhos.  
O acesso de peregrinos ao Recinto de Oração é livre e as entradas fazem-se em oito pontos distintos: quatro no lado norte e quatro no lado sul. 
Quem chega e necessita de orientação pode dirigir-se ao Posto de Informações do Santuário que se situa no lado norte, a meio do Recinto de Oração, e que funciona entre as 9h00 e as 18h00. Em Aljustrel, existe igualmente um Posto de Informações a que está em funcionamento entre as 9h00 e as 13h00 e entre as 14h00 e as 18h00.
Os Postos de Informações dispõem de folhetos nas sete línguas oficiais do Santuário: português, espanhol, italiano, francês, inglês, alemão e polaco.

Cuidar dos pés

Muitos são os peregrinos que, em maio, escolhem vir a Fátima a pé. Para quem percorre centenas de quilómetros, durante dias a fio, lavar e cuidar dos pés torna-se uma necessidade premente. O Santuário presta esse serviço de forma gratuita, em colaboração com a Associação dos Servitas de Nossa Senhora de Fátima, nas traseiras da Capelinha das Aparições, dentro do seguinte horário: no dia 11 de maio, das 9h00 às 13h00 e das 14h00 às 19h30; a 12 de maio, das 9h00 às 13h00, das 14h00 às 19h30 e das 21h00 às 24h00; no dia 13 de maio, das 8h00 às 13h00. O horário estará sujeito a alterações determinadas pela procura.

Oferecer alojamento e refeições

A partir das 14h00 de 9 de maio, para quem chega a pé, o Santuário de Fátima tem à disposição espaços de alojamento. O Posto de Acolhimento aos Peregrinos a Pé fica situado no Acolhimento de S. Bento Labre, na Rua Dr. Sebastião Antunes Vieira, na vertente nascente da Basílica de Nossa Senhora do Rosário de Fátima. Atualmente, esta unidade de alojamento tem capacidade para acolher cerca de 300 peregrinos que são atendidos por ordem de chegada. A inscrição é feita de modo individual e pessoalmente no Secretariado, sem marcações.   
Este acolhimento é disponibilizado em regime de camaratas, até ser atingida a lotação disponível. 
A estes peregrinos são igualmente entregues senhas para que possam tomar uma refeição leve e o pequeno-almoço.

Receber em confissão

Durante os dias 12 e 13 de maio, o serviço de Confissões está igualmente disponível no Santuário de Fátima. Os peregrinos devem dirigir-se às Capelas da Reconciliação, situadas no piso inferior da Basílica da Santíssima Trindade. O acesso pode fazer-se escadas, em frente à entrada principal desta Basílica, ou por rampas, nas laterais da mesma. 
O Sacramento da Reconciliação está disponível nas sete línguas oficiais do Santuário: português, espanhol, italiano, francês, inglês, alemão e polaco.
No dia 12 de maio, o serviço de Confissões funciona das 7h30 às 13h00, das 14h00 às 19h30 e das 20h30 às 22h30. No dia 13, estará a funcionar das 7h00 às 13h00 e das 14h00 às 19h30.

Acolher os doentes

Tradicionalmente, nas grandes peregrinações, os doentes recebem a bênção durante a missa da peregrinação do dia 13, que tem início às 10h00.
O processo de inscrição e de avaliação para tomar parte nesse momento é feito no Posto de Socorros nos dias 12 e 13 de maio, sendo a capacidade máxima de 200 pessoas. Durante a celebração em que recebem a bênção, os doentes ficam instalados na Colunata do lado norte. A Associação dos Servitas de Nossa Senhora de Fátima prestará auxílio durante este momento.

Prestar socorro

O Santuário de Fátima dispõe de um Posto de Socorros. Instalado no edifício que se situa nas traseiras da Capelinha das Aparições, conta com vários médicos e enfermeiros para prestar os cuidados necessários aos peregrinos, contando também com a colaboração da Associação dos Servitas de Nossa Senhora de Fátima. No dia 12 de maio, estará a funcionar das 9h00 às 24h00 e, no dia 13, entre as 7h00 e as 18h00.
A par do Posto de Socorros, também os vigilantes-sacristães têm formação em primeiros socorros e suporte básico de vida. Esta formação é ministrada pelos Bombeiros de Fátima de forma regula, no âmbito da proteção e socorro aos peregrinos e visitantes. Os Bombeiros de Fátima têm uma presença assídua no Santuário, em articulação com o Serviço Municipal de Proteção Civil de Ourém e o Comando Sub-regional do Médio Tejo da Autoridade de Emergência e Proteção Civil.

Ajudar na acessibilidade

Os peregrinos com mobilidade condicionada ou os que se fazem acompanhar de carrinho de bebé não ficam de fora das celebrações. Existem acessos planos ao Recinto de Oração tanto do lado norte como do lado sul. 
Também o acesso às Capelas da Reconciliação está assegurado, tanto na vertente norte como sul, através de duas rampas situadas no espaço exterior lateral à Basílica da Santíssima Trindade. 
Aos peregrinos que necessitarem, o Santuário disponibiliza cadeiras de rodas. O empréstimo deve ser requerido no Posto de Socorros.

Transmitir as celebrações

s grandes peregrinações captam a atenção de todos os órgãos de informação nacionais e de muitos jornalistas estrangeiros.
Estarão a fazer cobertura das celebrações cerca de 200 profissionais de comunicação social, entre técnicos, jornalistas, fotógrafos, operadores de imagem e editores.
Também a equipa do Gabinete de Comunicação do Santuário estará a assegurar a transmissão nesta página e nas redes sociais Facebook e YouTube.

PDF

HORÁRIOS

30 mai 2024

Missa, na Basílica de Nossa Senhora do Rosário de Fátima

  • 07h30
Missa

Rosário, na Capelinha das Aparições

  • 10h00
Terço
Este site usa cookies para melhorar a sua experiência. Ao continuar a navegar estará a aceitar a sua utilização. O seu navegador de Internet está desatualizado. Para otimizar a sua experiência, por favor, atualize o navegador.