13 de julho, 2010

Desde o dia 11 de Maio deste ano, a Reitoria do Santuário de Fátima tem vindo a receber muitas mensagens por correio electrónico, e muitos telefonemas, com acusações de prática de maus tratos e abate ilegal de cães, praticados por funcionários do mesmo Santuário de Fátima e em obediência a ordens dadas por aquela Reitoria.
Pela leitura das mensagens e pelo teor dos telefonemas recebidos, depreende-se que as acusações têm origem em textos e fotografias profusamente divulgados na Internet.
A Reitoria do Santuário de Fátima teve também conhecimento de que o Núcleo de Protecção Ambiental do Destacamento da GNR de Tomar recebeu uma “Denúncia SOS Ambiente nº 1505/10, em 12 de Maio de 2010, a informar que os cães recolhidos no Santuário de Fátima eram abatidos ilegalmente e maltratados”, em sequência da qual foi desenvolvido um processo de investigação.
Desde os primeiros instantes em que aquelas acusações foram conhecidas, os responsáveis da Reitoria do Santuário têm-se interrogado sobre a conveniência de se fazer um comunicado de esclarecimento, tendo decidido aguardar pelo resultado daquele processo de investigação.
Com data de 7 de Julho de 2010, a Reitoria do Santuário de Fátima recebeu um documento da Guarda Nacional Republicana – Comando Territorial de Santarém – Destacamento Territorial de Tomar, com o relatório relativo a “Queixas sobre maus tratos e abate ilegal de cães, na Freguesia de Fátima, Concelho de Ourém”, o qual, “em conclusão”, refere que “não foram descobertos nenhuns animais mortos, indícios de maus tratos ou actos que tipifiquem infracção”.
Perante isto, a Reitoria do Santuário de Fátima comunica agora o seguinte:
1 – Devido a frequentes queixas sobre a presença de cães abandonados dentro da sua área, o Santuário de Fátima tem procedido à sua recolha, sendo eles posteriormente entregues no canil municipal de Ourém.
2 – Porém, não dá ordens que contemplem maus tratos ou abate dos animais, nem tem conhecimento de que haja ocorrências dessa natureza.
3 – As orientações dadas são no sentido de que tudo se faça em total sintonia com a legalidade e as instituições competentes nesta matéria.
4 – Por isso, a Reitoria do Santuário de Fátima rejeita aquelas acusações e esclarece que as imagens publicadas que possam indiciar maus tratos ou abate de cães não são reconhecidas como tendo sido fotografadas no Santuário de Fátima.
Reitoria do Santuário de Fátima, 13 de Julho de 2010
PDF

HORÁRIOS

05 dez 2020

Rosário, na Capelinha das Aparições

  • 12h00
Terço
Este site usa cookies para melhorar a sua experiência. Ao continuar a navegar estará a aceitar a sua utilização. O seu navegador de Internet está desatualizado. Para otimizar a sua experiência, por favor, atualize o navegador.