28 de março, 2024

bannerconcerto-da-pascoa24.jpeg

Concerto da Páscoa traz Orquestra Clássica do Centro a Fátima

Momento musical, tem entrada gratuita e acontece na Basílica de Nossa Senhora do Rosário, no próximo dia 07 de abril

 

A Basílica de Nossa Senhora do Rosário acolhe no próximo dia 07 de abril o Concerto da Páscoa, com a Orquestra Clássica do Centro.

O momento musical conta ainda com Marina Pacheco. A direção estará a cargo de Sergio Alapont.

O repertório a interpretar neste concerto baseia-se “na beleza que emana das almas de grandes compositores, pela transcendência e significado da Paixão de Cristo e da glória da sua Ressurreição, como se se tratasse de um percurso cronológico pelos momentos capitais da Paixão e Ressurreição de Cristo”, escreve o maestro titular da Orquestra Clássica do Centro. O programa abre com a introdução da obra-prima de Haydn, “As Sete Últimas Palavras de Cristo na Cruz”, “que transmite com toda a força canónica a dramaticidade dos últimos momentos da vida de Jesus Cristo”.

orquestra-classica-do-centro.jpegA Orquestra Clássica do Centro (OCC) apresentou-se pela primeira vez, enquanto orquestra profissional, em dezembro de 2001 e tem realizado o seu trabalho ao longo dos anos de forma ininterrupta. Enquanto associação, tem a responsabilidade da gestão cultural do Pavilhão Centro de Portugal, em Coimbra (sua sede). Para além dos concertos que constituem naturalmente a sua atividade principal, organizou concursos, conferências, exposições ou festivais entre muitos outros eventos, por si ou em colaboração com outras entidades. Editou vários  Cd`s  e livros. Um dos seus principais objetivos consiste em fomentar a cultura musical, dimensionar a vertente pedagógica e conferir apetência para ouvir e apreciar música erudita. A Orquestra Clássica do Centro é uma entidade apoiada pela Dgartes / Ministério da Cultura e tem o apoio Institucional da Câmara Municipal de Coimbra. O seu Mecenas plurianual é a empresa EFAPEL. Tem protocolos assinados com várias Câmaras Municipais, Escolas de Música e outras Instituições como a Universidade de Coimbra, o IPC, o ISCAC, ISEC, ESART ou o Instituto Piaget. A OCC encontra-se abrangida pela Lei do Mecenato Cultural (atual Estatuto dos Benefícios Fiscais). Em 2013 foi agraciada com a Medalha de Mérito Cultural da Câmara Municipal de Coimbra. Tem, desde março de 2022, como maestro titular Sergio Alapont.

maestro-sergio-alapont-1024x683.jpegSergio Alapont é Maestro Titular da Orquestra Clássica do Centro e trabalhou extensivamente como maestro convidado, incluindo algumas das orquestras mais importantes na Europa e América como London Philharmonic Orchestra, Aalborg Symfoniorkester, RTÉ Concert Orchestra, Ulster Orchestra, Orchestra of the Minnesota Opera, Orchestre National d’Ile de France de Paris, Orchestre Symphonic de Bretagne, Orchestra of The Norwegian National Opera, The Orchestra of the Scottish Opera, Orchestra Sinfonica della RAI of Turin, Orchestra del Maggio Musicale Fiorentino, Orchestra del Teatro San Carlo di Napoli, Orchestra I Pomeriggi Musicali of Milan, Bach-Collegium Stuttgart, Orquesta Titular del Teatro Real de Madrid, Spanish Radio Television Symphony Orchestra, Orquesta de la Comunidad Valenciana (Palau de Les Arts), Haifa Symphony Orchestra in Israel, Janâcek Philharmonic Ostrava, Monterrey Symphony Orchestra, Shanghai International Orchestra, Orquesta de Cámara de Bellas Artes in México, entre muitas outras. Gravou para RAI, RTVE, RTÉ Ireland, Euroradio ou para as gravadoras Signum Classics e UNIVERSA, e regeu no prestigiado Großer Saal of the Vienna Musikverein.

marina-pacheco-soprano-ckrystallenia-photography.jpegMarina Pacheco é detentora de “assinalável musicalidade, invulgar segurança e solidez técnicas, justificando os aplausos não tanto pela agradável presença física, mas pela ductilidade vocal.” (in Público). Vencedora da 26ª edição do “Prémio Jovens Músicos” (Portugal) e galardoada em vários concursos na Europa, Marina apresenta-se regularmente em ópera, oratória, canção e música contemporânea. Elogiada na imprensa internacional pelo “virtuosismo perfeito” e pelo “talento como atriz”, cantou em diversos palcos na Europa, África e América do Sul. Com os três discos “João Arroyo: obra para canto e piano”, “Canções de Lemúria” e “Cantiga partindo-se”, desenvolve o compromisso na divulgação da música portuguesa. Em 2021 lançou o disco “Schmetterlinge”, num conceito musical aliado à sensibilização para as questões ambientais, financiado pela NEUSTART KULTUR. Marina foi bolseira desta entidade por dois anos consecutivos. Integra diversos projectos de música de câmara, com os quais explora variadas sonoridades e estilos musicais. Com oito anos representou Portugal no 37º Zecchino d’Oro (Itália), subindo a palco, desde pequena, sempre com o mesmo lema: “Nunca estás completamente vestida sem um sorriso” (Annie).

O concerto tem início pelas 15h30 e em entrada gratuita.

PDF

HORÁRIOS

18 abr 2024

Missa, na Capela da Morte de Jesus

  • 09h00
Missa

Rosário, na Capelinha das Aparições

  • 12h00
Terço
Este site usa cookies para melhorar a sua experiência. Ao continuar a navegar estará a aceitar a sua utilização. O seu navegador de Internet está desatualizado. Para otimizar a sua experiência, por favor, atualize o navegador.