10 de junho, 2023

2023-06-10musical1.jpg

Espetáculo musical contou, a cantar, a história de Fátima

Musical, apresentado na Basílica da Santíssima Trindade às crianças que participaram na Peregrinação das Crianças, deu a conhecer a história e a mensagem de Fátima.

 

Um musical sobre as aparições de Fátima foi apresentado, hoje, na Basílica da Santíssima Trindade, no âmbito do programa da Peregrinação das Crianças. "Quadros de Lúcia: o início de Fátima" é o título do espetáculo que, com base nas memórias da vidente, recorreu à música, à dança e à representação para dar a conhecer a história das aparições de Nossa Senhora aos Pastorinhos na Cova da Iria.

A narrativa do musical, trazido a Fátima pelo Grupo de Teatro Musical e Religioso (GTMR), da Parede, iniciou na pacífica aldeia de Aljustrel, onde nasceram os Pastorinhos, para retratar, de seguida, as implicações que a I Grande Guerra Mundial teve naquela população e no país. A partir dos diálogos evocados nas Memórias da Irmã Lúcia, a primeira aparição de Nossa Senhora foi representada, seguida dos conflitos e provações que os videntes viveram durante os meses seguintes, nomeadamente com o seu encarceramento, em agosto de 1917: momento este que é apresentado na ótica da fé resiliente dos videntes.

O musical é da autoria de Tiago Sepúlveda, peregrino de Fátima, que, ao constatar “algum desconhecimento geral da história completa de Fátima”, quis, com este espetáculo, apresentar uma síntese das aparições e sublinhar a “perseverança e fidelidade dos videntes na Mensagem que Nossa Senhora lhes transmitiu”.

“Cada um dos videntes teve uma graça especial, conforme escreve a Lúcia, nas suas Memórias. E ela sempre disse que a graça especial que recebeu foi a devoção ao Imaculado Coração de Maria e a memória… Confesso que me deu um jeitão imenso poder contar com as Memórias que a Lúcia nos deixou, onde a vidente descreve diálogos completos, que tentei reproduzir neste espetáculo”, disse o autor à Sala de Imprensa do Santuário, ao sublinhar o “poder transcendente que a música possibilita na transmissão de uma mensagem de cariz religioso”.

“Poder vir apresentar o musical neste espaço foi uma bênção e uma emoção muito grandes, porque sempre tive o sonho de poder vir a Fátima mostrar este trabalho”, acrescentou o encenador, ao revelar o desejo de poder levar o espetáculo em digressão pelo mundo, difundido a história e a mensagem de Fátima.

Integralmente baseado nas primeiras Memórias da Irmã Lúcia, de 1935, o musical começou a ser escrito em 2015 e demorou dois anos a ser finalizado. Foi apresentado ao público pela primeira vez em 2018 e 2019 e estreou, hoje, na Cova da Iria, numa versão adaptada.

Carolina Fonseca, de 13 anos, que representou a personagem de Jacinta, fala desta oportunidade como um momento especial.

“Sinto-me agradecida por ter podido representar o papel da Jacinta. Já conhecia a história de Fátima, mas aprendi ainda mais ao fazer este musical”, disse a adolescente, no final da primeira apresentação do dia.

A vertente de levar uma mensagem de âmbito religioso através da representação, da música e da dança foi um dos aspetos que motivou David Bernardino a colaborar neste projeto, como assistente de movimentação.

“A arte surge aqui como grande resposta para fazer chegar uma mensagem ao público. Este espetáculo acaba por trazer pessoas que se interessam por musicais e pessoas que se interessam pela mensagem que está a ser comunicada”, explicou à Sala de Imprensa do Santuário David Bernardino, que, nesta apresentação, teve a função de adaptar a corografia ao espaço do presbitério da Basílica da Santíssima Trindade.

A assistir, na plateia, estiveram o Elsio, a Grace, a Andresa e a Bianca, quatro crianças da paróquia da Quarteira, que, no final da apresentação, se mostraram mais interessados no acontecimento de 1917.

“Conhecíamos mais ou menos a história dos Pastorinhos e adorámos o espetáculo, que nos ajudou a conhecer melhor as aparições de Nossa Senhora, em Fátima. Ser cantado ajudou a estarmos mais atentos e despertou ainda mais a nossa curiosidade”, confirmaram as crianças.

O musical, que integra um elenco de duas dezenas de crianças, jovens e adultos, dos 12 aos 60 anos, foi apresentado em duas sessões, uma de manhã e outra que ainda decorrerá esta tarde.

PDF

HORÁRIOS

25 jul 2024

Missa, na Basílica de Nossa Senhora do Rosário de Fátima

  • 07h30
Missa

Rosário, na Capelinha das Aparições

  • 12h00
Terço
Este site usa cookies para melhorar a sua experiência. Ao continuar a navegar estará a aceitar a sua utilização. O seu navegador de Internet está desatualizado. Para otimizar a sua experiência, por favor, atualize o navegador.