17 de fevereiro, 2024

3j3a8922.jpg

 

“Nossa Senhora de Fátima continua a ser aquela mãe com a particularidade de se fazer presente, de compreender e estar próxima de todos os seus filhos”, lembra D. Rui Valério

‘Surfistas do Amor – Fátima, na onda do amor e da paz’ trouxe mais de 5300 jovens em peregrinação a Fátima

 

D. Rui Valério, Patriarca de Lisboa, considera que a mensagem de Fátima “é uma mensagem intemporal que pelo caracter, pela força e sobretudo pela espiritualidade que encerra é daquelas mensagens que o tempo não apaga e que o tempo não envelhece”.

O prelado esteve em Fátima no âmbito da iniciativa ‘Surfistas do Amor – Fátima, na onda do amor e da paz’, e em declarações aos jornalistas presentes lembrou que “a mensagem fundamental é aquela de nos renovarmos interiormente pela oração, mas também pela penitência e sobretudo pela comunhão com Nossa Senhora”.

“Hoje em dia a sociedade fala muito de ternura e dos afetos, da importância dos sentimentos para a vida quotidiana, a construção da existência, quando Fátima, há cem anos, vem dizer que também ao nível da vida espiritual é pela afetividade e pela ternura que são caracterizações características de Nossa Senhora, e pelas quais nós seguimos Jesus Cristo”, disse D. Rui Valério, lembrando ainda que  os jovens, “em particular os adolescentes, são incrivelmente sensíveis e despertos para esta realidade”.

“É natural que quando se intuem que a Jesus se vai com o coração, que a nossa fé é para ser vivida não a partir do paradigma da razão e da intelectualidade, mas com o paradigma de todo o ser humano, onde está contemplada a afetividade e os sentimentos, e fazem parte da gramática mariana, e por isso é natural que Fátima continue a atrair”, disse o Patriarca de Lisboa, que considera que Nossa Senhora de Fátima “continua a ser aquela mãe com a particularidade de se fazer presente, de compreender e estar próxima de todos os seus filhos”.

Os secretariados da Catequese das dioceses de Leiria-Fátima, Lisboa, Portalegre-Castelo Branco e Santarém promoveram hoje uma peregrinação de adolescentes a Fátima, com mais de 5300 participantes.

A iniciativa tem como tema ‘Surfistas do Amor – Fátima, na onda do amor e da paz’, e tem como objetivo proporcionar o aprofundamento sobre a identidade cristã e envolver os adolescentes na onda de alegria, fé experimentada na JMJ Lisboa 2023.

A peregrinação inspirada no Papa Francisco, que durante a sua visita a Portugal, em agosto do último ano, ao despedir-se dos voluntários da Jornada Mundial da Juventude disse “Sede «surfistas do amor»!”.

Os participantes partiram em peregrinação de 11 locais diferentes, numa caminhada de 5km, até ao Santuário de Fátima.

O percurso foi acompanhado pelo patriarca de Lisboa, D. Rui Valério, que disse ainda que os jovens “recusam-se olhar para a Jornada Mundial da Juventude como um evento que começou no dia 1 de agosto e terminou no dia 6 de agosto, eles querem continuar a manter viva aquela chama do entusiasmo e sobretudo de união a Jesus que ali foi tão intensamente vivida”.

3j3a8850.jpg

 

“Eu creio que hoje, por aquilo que vi, e tendo em conta a dimensão do sacrifício pessoal que foi feito, a verdade é que aderiram com um sorriso que nos desarma e depois a caminhada foi feita com muita responsabilidade e uma seriedade no sentido de maturidade”, acrescentou.

O prelado considera que “temos de ser muito sérios nas propostas de fé para estes homens e mulheres de amanhã, pois a fé não é uma aventura individualista, é algo que tem de ser vivido em comunidade, e quando dois ou três se reúnem, está Cristo a acontecer, e foi este milagre continuo que estamos a constatar”. “Deixemos a comodidade do nosso sofá, do nosso cantinho, e vamos ao encontro dos irmãos para viver a beleza e o encanto da fé com Cristo e Nossa Senhora”, desafiou.

A peregrinação contou com quase 200 voluntários, que acolheram os jovens nas diversas atividades propostas – concertos, momentos de oração, missa, terço – ao longo de todo o dia.

Na missa ao final da tarde, na Basílica da Santíssima Trindade, D. Rui Valério disse aos jovens que “Jesus é a prancha da minha vida”.

“Se eu viver em Jesus somos capazes de cavalgar todas as ondas e há ondas muito complicadas”, afirmou lembrando que “da mesma forma que o surfista está unido à prancha, nós estamos unidos a Cristo pelo amor”.

D. Rui Valério desafiou os jovens a “vencer a tentação do egoísmo, da indiferença, e da banalidade”.

Esta iniciativa termina com o rosário e procissão de velas, esta noite na Capelinha das Aparições.

ii.jpg

PDF

HORÁRIOS

18 abr 2024

Missa, em italiano, na Capelinha das Aparições

  • 08h00
Missa

Rosário, na Capelinha das Aparições

  • 12h00
Terço
Este site usa cookies para melhorar a sua experiência. Ao continuar a navegar estará a aceitar a sua utilização. O seu navegador de Internet está desatualizado. Para otimizar a sua experiência, por favor, atualize o navegador.