16 de janeiro, 2022

3J3A2165.JPG

O relato das Bodas de Caná é um sinal da “ação transformadora” de Deus na vida de cada cristão

Reitor do Santuário evoca exemplo de Maria e desafia peregrinos a aderir ao projecto de Deus, imitando-a na disponibilidade e obediência

 

O padre Carlos Cabecinhas afirmou esta manhã na homilia da Missa a que presidiu na Basílica da Santíssima Trindade, em Fátima, que o milagre da transformação de água em vinho, expresso no episódio das Bodas de Caná, é um “sinal” da capacidade transformadora da acção de Deus.

“O que Jesus nos revela através do milagre de Caná, em que transforma água em vinho, é que pode transformar a nossa vida, enchendo-a de alegria e das bênçãos de Deus(...)Ele quer mostrar-nos que se faz presente na nossa vida  para a transformar, tal como transformou a água em vinho; para lhe dar sentido pleno,  alimentar a nossa esperança mesmo nos momentos mais difíceis”, afirmou o reitor do Santuário de Fátima.

“O relato das Bodas de Caná mostra-nos Jesus disponível para transformar a nossa vida” enfatizou o responsável ao destacar que é “aqui que reside o motivo para a alegria: sabermos que Ele não nos abandona nas dificuldades e esta é uma alegria que ninguém nos pode tirar”.

O padre Carlos Cabecinhas alertou, no entanto, para a importância da colaboração de cada um de nós nesta ação transformadora de Deus. E para isso, apontou como modelo Maria. Ao lembrar que foi ela que, discretamente intercedeu pela família apercebendo-se das dificuldades, salientou que hoje também “Maria continua a interceder por nós junto de Jesus; dá-se conta das dificuldades e preocupações, conhece as nossas tristezas e receios, e as necessidades de transformação das nossas vidas e vem em nosso auxílio”.

“Foi o que aconteceu aqui em Fátima” frisou o Reitor ao lembrar a afirmação de São João Paulo II sobre o significado das aparições, quando se referiu “à dor dos filhos que fez gritar o coração da mãe”.

“Ela dá-se conta dos nossos problemas e dificuldades. E vem em nosso auxílio com a sua intercessão. Esta certeza é que faz com que lhe dirijamos as nossas suplicas estando certos da sua intercessão. É isso que experimentamos aqui em Fátima em cada dia”, afirmou ao concluir que todos os cristãos devem seguir o seu exemplo e manifestar disponibilidade para uma verdadeira adesão ao projecto de Deus.

“Para que Jesus transforme as nossas vidas e para que possamos experimentar a alegria que nos vem trazer é necessária a nossa adesão a Ele, à Sua palavra e aos Seus ensinamentos(...)Dispor-nos a seguir as Suas palavras, a imitar o Seu exemplo,  significa disponibilidade da nossa parte para que seja Jesus a determinar as nossas atitudes e as nossas opções e a nossa relação com Deus e com os outros, deixarmos que as nossas vidas façam transparecer a adesão a Jesus Cristo, que as nossas opções e ações testemunhem Jesus Cristo”, disse.

“Se queremos participar na vida que Jesus nos vem oferecer, se queremos transformá-la então, como Maria nos ensinou, temos de fazer tudo o que Ele nos disser”, concluiu.

Neste segundo Domingo do tempo Comum, além das celebrações habituais do Santuário- Missa e Rosário- os peregrinos são convidados a participar na Oração de Vésperas, às 17h30 na Basílica de Nossa Senhora do Rosário de Fátima.

PDF

HORÁRIOS

22 mai 2022

Rosário, na Capelinha das Aparições, e procissão das velas, no Recinto de Oração

  • 21h30
Terço
Este site usa cookies para melhorar a sua experiência. Ao continuar a navegar estará a aceitar a sua utilização. O seu navegador de Internet está desatualizado. Para otimizar a sua experiência, por favor, atualize o navegador.