18 de setembro, 2021

3J3A1662.JPG

Santuário retoma formação de Leitores e Ministros Extraordinários da Comunhão

Ações de formação periódicas estiveram suspensas por causa da pandemia

 

O Santuário de Fátima retomou esta manhã as ações de formação espiritual e especifica dos voluntários que colaboram no Departamento de Liturgia, nomeadamente Leitores e Ministros Extraordinários da Comunhão, suspensas devido à pandemia da Covid-19.

“Retomamos hoje o que seria o normal na vida do Santuário , não tivesse sido esta pandemia”, referiu esta manhã à Sala de Imprensa o diretor do Departamento de Liturgia, padre Joaquim Ganhão, que foi um dos oradores da formação juntamente com o padre João Paulo Quelhas e José Leite, do Serviço de Música Sacra do Santuário.

O objetivo destes encontros, que no próximo ano pastoral 2021/2022 serão quatro gerais e dois específicos para cada um dos grupos, é “refrescar os procedimentos da Liturgia insistindo particularmente na espiritualidade própria deste serviço à Igreja e à comunidade, dando algumas indicações práticas para a melhoria do serviço”, esclareceu o padre Joaquim Ganhão.

“A grande insistência é sempre posta na questão da espiritualidade” acrescentou. 

“O serviço litúrgico não pode ser nunca uma tarefa entre outras pois a Liturgia é a vida da Igreja”, explicitou. Por isso, “aqueles que a servem, neste caso os Leitores e os Ministros Extraordinários da Comunhão, devem ter sempre presente esta necessidade não só de se formarem mas sobretudo de se formarem em ordem a viver aquilo que realizam”, adiantou.

“A melhor leitura será a vida do leitor transformada em palavra viva para o mundo”, disse.

O Serviço de Liturgia mobiliza 200 voluntários nestas duas tarefas e o Santuário, sendo “um espaço muito grande, com muita gente” deve procurar evitar “o risco das pessoas realizarem as coisas maquinalmente”, esclareceu, por outro lado, o responsável.

“A primeira tarefa do ministro, neste caso do Leitor ou do Ministro Extraordinário da Comunhão, não é nem distribuir a comunhão nem ler a Leitura; a sua primeira tarefa é viver a Eucaristia e portanto é neste sentido que vamos orientar sempre a nossa reflexão”, concluiu deixando ainda a indicação de que estas formações terão também uma componente mais técnico-prática, nomeadamente do que toca à projecção da voz, à interpretação da Palavra ou à distribuição da comunhão.

As próximas formações vão assentar na “espiritualidade dos tempos litúrgicos” pois “é fundamental que as pessoas tenham instrumentos para viver de forma clara aquilo que celebram”, disse ainda o padre Joaquim Ganhão.

A 20 de novembro haverá um encontro para Leitores e Ministros sobre a “Celebração do Mistério do Advento e Natal”; a 22 de janeiro encontro dirigido aos Ministros Extraordinários da Comunhão; 26 de fevereiro encontro para ambos sobre a “Celebração do Tempo da Quaresma”; 9 de abril realizar-se um encontro para os dois grupos sobre a “Preparação das celebrações Pascais” e no dia 30 de abri, encontro para Leitores.

PDF

HORÁRIOS

23 out 2021

Rosário, na Capelinha das Aparições

  • 18h30
Terço

Missa, na Basílica da Santíssima Trindade

  • 18h30
Missa
Este site usa cookies para melhorar a sua experiência. Ao continuar a navegar estará a aceitar a sua utilização. O seu navegador de Internet está desatualizado. Para otimizar a sua experiência, por favor, atualize o navegador.