12 de setembro, 2020

_J3A8951.jpg

 

VI Peregrinação Nacional da Comunidade Surda decorre este fim de semana na Cova da Iria

Pela primeira vez, os peregrinos surdos participam integrados no programa oficial da peregrinação aniversária de setembro

 

Os peregrinos surdos que estiverem em Fátima esta noite, no âmbito da sua Peregrinação Nacional, que decorre hoje e amanhã na Cova da Iria, vão poder participar de forma plena na recitação do Rosário, às 21h30, e na Procissão das Velas.

A VI Peregrinação Nacional da comunidade surda coincide pela primeira vez com a Peregrinação Internacional Aniversária de setembro e, por isso, os peregrinos surdos vão participar na oração do terceiro mistério do Rosário, esta noite, na Capelinha das Aparições e também na Procissão das Velas.

“Esta peregrinação é uma forma de alargarmos a participação da comunidade surda. Se é certo que terão um momento particular para eles, hoje têm esta possibilidade de se integrarem na celebração internacional” refere o padre Francisco Pereira, capelão do Santuário e membro da equipa da Pastoral da Mensagem de Fátima.

“Ter esta possibilidade é extraordinário. É muito consolador para nós ver numa assembleia os surdos a participarem ativamente, respondendo e cantando e, assim, participando plenamente na celebração da fé” esclarece o sacerdote.

“Hoje, como em todos os domingos, já não são um grupo à parte a quem oferecemos um conjunto de serviços; eles fazem connosco comunidade e isso é muito importante: somos uma mesma comunidade cristã que se sente acolhida no colo da mãe” refere, ainda, o capelão.

“Termos a comunidade surda  a participar desta forma connosco é uma grande alegria e uma grande motivação para continuarmos a trabalhar, abrindo as portas a todos” referiu ainda.

A Peregrinação Nacional da Comunidade surda é uma iniciativa da equipa de intérpretes de Língua Gestual Portuguesa que colabora com o santuário de Fátima desde 2013, altura em que aos domingos começou a ser celebrada uma Missa semanal com interpretação em Língua Gestual Portuguesa.

“É um serviço que o Santuário presta semanalmente e com carácter regular aos 35 mil portugueses, surdos gestuantes “ esclarece Joana Sousa, ex-coordenadora da equipa.

“Temos a Missa em português e temos a Missa interpretada por dois intérpretes, em que um interpreta o que diz o presidente e o outro a assembleia. Isto é muito importante porque é a forma de todos conseguirem acompanhar a celebração” adianta a intérprete.

Este ano, porque há a coincidência de datas entre a Peregrinação Nacional da Comunidade Surda e a Peregrinação Internacional Aniversária de setembro, haverá também a interpretação em Língua Gestual Internacional para melhor acolher os peregrinos surdos internacionais que possam estar no Santuário. Esta interpretação estará a cargo de Amílcar Furtado, peregrino residente em Lisboa.

“Sinto que a peregrinação é algo que é muito íntimo. Sempre vim a Fátima com a minha família mas tinha muita dificuldade em compreender o significado das coisas. Ter esta possibilidade de aprofundar a minha fé é algo muito importante, pois a minha acessibilidade é muito maior”.

O santuário de Fátima foi a primeira instituição da Igreja em Portugal  a oferecer, com carácter regular e permanente, uma missa semanal para a comunidade surda portuguesa, aos domingos, às 15h00, na Basílica da Santíssima Trindade.

PDF

HORÁRIOS

01 out 2020

Rosário, na Capelinha das Aparições

  • 14h00
Terço

Missa, na Basílica da Santíssima Trindade

  • 15h00
Missa
Este site usa cookies para melhorar a sua experiência. Ao continuar a navegar estará a aceitar a sua utilização. O seu navegador de Internet está desatualizado. Para otimizar a sua experiência, por favor, atualize o navegador.