12 de maio, 2019

2019-05-12_Missa_1.jpg

 

“A voz de Jesus não deveria ser desperdiçada e ignorada” em prol das “vozes dos pastores terrenos”, afirma cardeal Tagle

Procissão das Velas e Missa no Recinto de Oração contaram com peregrinos de 40 países

O cardeal filipino Luís António Tagle afirmou esta noite em Fátima que a “voz de Jesus não deveria ser desperdiçada e ignorada” em prol de outras vozes de “pastores terrenos, de cantores, de estrelas de cinema, de publicitários ou de políticos”.

Na homilia da Missa concelebrada no Recinto de Oração do Santuário de Fátima por 218 sacerdotes, 17 bispos e três cardeais, e na qual participaram milhares de peregrinos de 40 países, o arcebispo de Manila interpretou a liturgia deste Domingo do Bom Pastor para interpelar os peregrinos a deixarem-se “atrair” de novo por Jesus.

“Na nossa vida de todos os dias, estamos seduzidos por outros pastores humanos, em cujas palavras mais facilmente acreditamos do que nas de Jesus. Estamos familiarizados com as vozes de pastores terrenos, de cantores, de estrelas de cinema, de publicitários, de políticos”, afirmou o prelado lamentando que hoje se sigam mais os “estilos e tendências da moda” do que o Bom Pastor.

“Depositamos a nossa confiança nos pastores do mundo, na sua proteção, mas muitos destes pastores abandonam-nos quando os seus interesses pessoais e as suas vidas são postos em causa” acrescentou, lamentando que se prefira “a proteção da riqueza, das armas, do poder e da glória terrestre” em vez da de Jesus.

“Ele guia-nos para a vida eterna, não para um lugar, não para um estilo de vida, mas para a relação com o Pai. O único caminho para o Pai é o Bom Pastor. Escutemos Jesus, olhemo-Lo, amemo-Lo e sigamo-Lo” disse D. Luís António Tagle.

“É a voz de Jesus que tem de ser ouvida e seguida. Não deveria ser desperdiçada e ignorada” insistiu o presidente da Caritas Internacionallis.

Na Procissão das Velas, que precedeu a Missa, milhares de peregrinos encheram de luz o Recinto de Oração.

O programa da peregrinação de maio prossegue com uma Vigília de Oração, durante a madrugada, que termina com uma Procissão Eucarística, já de manhã. As 9h00 será recitado o Terço, na Capelinha das Aparições e às 10h00 começa a Missa Internacional. A peregrinação de maio culminará na Procissão do Adeus, um dos momentos mais emblemáticos das grandes peregrinações internacionais aniversárias.

PDF

HORÁRIOS

16 jun 2019

Missa, na Basílica de Nossa Senhora do Rosário de Fátima

  • 07h30
Missa

Rosário, na Capelinha das Aparições

  • 10h00
Terço
Este site usa cookies para melhorar a sua experiência. Ao continuar a navegar estará a aceitar a sua utilização. O seu navegador de Internet está desatualizado. Para otimizar a sua experiência, por favor, atualize o navegador.