05 de setembro, 2021

2021-09-05_Encontro_na_Basilica_2.jpg

Conversão apontada como atitude primeira para um caminho de santidade

O Encontro na Basílica desta tarde teve como orador o padre Rui Ruivo, que perspetivou o encontro com Deus como experiência de conversão que conduz à santidade.

 

No terceiro e Encontro na Basílica deste ano pastoral, que decorreu esta tarde, na Basílica de Nossa Senhora do Rosário de Fátima, o padre Rui Ruivo apresentou o encontro com Deus como experiência de conversão, alicerçada em seis etapas, descritas numa dinâmica que começa em Deus e que, provocando curiosidade no Homem, leva a uma resposta positiva, geradora de uma alegria e de uma mudança das atitudes, que conduz a um caminho de santidade.

Ao constatar a diversidade de “caminhos que conduzem a Deus” como “uma das riquezas da Igreja” e lugar de comunhão, o sacerdote da diocese de Leiria-Fátima começou por sublinhar a importância da experiência da conversão neste encontro que Deus possibilita, estruturando esta dinâmica em duas ações: uma iniciativa de Deus que obtém resposta humana.  

Com base nesta estrutura e partindo das vidas dos santos Francisco e Jacinta Marto e do episódio bíblico do encontro de Jesus com Zaqueu, o orador apresentou seis pequenos passos para um caminho de conversão e encontro com Deus.

Tomando a iniciativa de Deus de vir ao encontro do Homem como o primeiro passo, o padre Rui Ruivo relembrou a iniciativa divina presente no encontro de Jesus com Zaqueu, tal como na vida dos santos Pastorinhos, a quem “Deus vem ao encontro primeiro por meio do Anjo, depois através de Maria”.

“Há a vontade de Deus, louca, apaixonada, em nos querer para Ele, nos seus desígnios de amor. Mas nunca por imposição. Zaqueu não foi obrigado a subir à árvore, nem foi depois obrigado a descer para acolher Jesus, nem os pastorinhos foram obrigados a fazer o que quer que fosse. O que ambos fizeram com as suas vidas, foi na liberdade, responder ao convite de Deus. Foi fazer seu o desejo de Deus.”

 

A resposta do Homem

Refletindo sobre a resposta que é dada à iniciativa de Deus, o padre Rui Ruivo sugeriu a curiosidade como atitude espontânea do Homem, apresentando exemplos desse mesmo comportamento na vontade de Zaqueu subir à árvore para ver Jesus e na pergunta que Lúcia faz no a Nossa Senhora, no início de cada Aparição: “De onde é Vossemecê?... E que é que Vossemecê me quer?”.

Na etapa que sucede à curiosidade, o orador identificou a o acolhimento de Deus na vida do interpelado, reconhecendo esta dinâmica no normal das vidas de Zaqueu e dos santos Pastorinhos, tal como na vida de cada cristão.

“Não há outra forma de fazer a experiência de conversão a Deus, que não seja no normal das nossas vidas, tal como estamos. Diria que é urgente que façamos isso hoje, já, aqui e quando voltarmos a nossas casas, quando estivermos a preparar o jantar, quando estivermos para deitar, ao acordar, ao tomar banho, ao ir para o trabalho, no trabalho... Deus aí quer vir ao nosso encontro, aí temos de o acolher e convergir para Ele.”

A alegria do encontro foi o momento que o padre Rui Ruivo destacou na resposta que o Homem dá ao Deus que vem ao seu encontro, uma alegria que é evidente na atitude de Zaqueu e na vida na vida de santa Jacinta, que se alegra por “poder dar a própria vida como forma de estar mais em Deus” e que “é já o início do desejo do Céu e experiência do Céu já aqui na terra”, afirmou o sacerdote.

Num quinto passo, o orador apresentou a mudança de atitudes, que é muito presente na vida de Francisco e Jacinta Marto, que as oferecem como sacrifício para a conversão dos pecadores. Sobre este ponto, o padre Rui Ruivo perspetivou a mudança de atitudes como “algo de comunitário, implica sempre os outros” e um caminho de conversão que “expande” o coração.

“A conversão a Deus é uma permanente operação ao coração, verdadeiro hospital de cardiologia onde constantemente se opera o coração para o fazer crescer, para que Deus possa ocupar cada vez mais um lugar maior, para que os outros possam ser acolhidos no nosso coração, na nossa vida”, disse.

 

2021-09-05_Encontro_na_Basilica_3.jpg

No final do encontro, o organista Davide Barros interpretou peças de Johann Sebastian Bach, Olivier Messiaen, e Léon Boëllmann.

 

A santidade como plenitude da conversão

Sobre o último passo, que se caracterizou como um momento de identificação com Deus, o sacerdote lembrou a o “mergulho permanente na luz que é Deus” em que os Pastorinhos se encontravam, apresentando a santidade como a conversão plena e a vida como oportunidade de caminho na direção do amor de Deus.

“Se o encontro com Deus como experiência de conversão pudesse ser resumido numa pergunta, talvez a pergunta fosse: “Quereis oferecer-vos a Deus? A resposta é toda a vida em modo de conversão, a convergir para o lado do amor a Deus, e ao próximo como a si próprio. O caminho que te conduzirá a Deus, será sempre o caminho do amor... O encontro com Deus terá sempre de nos converter em candeias que Deus acende, que trazem esse lume no peito, que não queima, mas que ilumina a humanidade”, concluiu.

À palestra seguiu-se um recital de órgão por Davide Barros, que interpretou peças de Johann Sebastian Bach, Olivier Messiaen, e Léon Boëllmann.

O próximo Encontro na Basílica realiza-se a 3 de outubro e terá como orador o padre José Nuno Silva, que falará sobre “A fragilidade como lugar teológico e espiritual”, numa tarde que termina com um recital pelo organista António Mota. O último Encontro na Basílica deste ano pastoral está agendado para a tarde de 7 de novembro e terá como orador o diretor do Departamento para o Acolhimento de Peregrinos do Santuário de Fátima, André Pereira, que perspetivará Fátima como acontecimento, lugar e mensagem de esperança. Este encontro que encerra com um recital do organista Sílvio Vicente.

 

PDF

HORÁRIOS

18 set 2021

Rosário, na Capelinha das Aparições

  • 18h30
Terço

Missa, na Basílica da Santíssima Trindade

  • 18h30
Missa
Este site usa cookies para melhorar a sua experiência. Ao continuar a navegar estará a aceitar a sua utilização. O seu navegador de Internet está desatualizado. Para otimizar a sua experiência, por favor, atualize o navegador.