13 de dezembro, 2022

119a9065.jpg

O Advento é o tempo “de nos livrarmos do que nos afasta de Deus”, afirma reitor do Santuário

Padre Carlos Cabecinhas presidiu à peregrinação mensal de Dezembro que evoca as aparições e desafiou os peregrinos a aprender na Escola de Maria a melhor forma de viver este tempo que precede o Natal

 

Maria é o “melhor modelo” para viver o Advento e preparar o Natal, afirmou esta manhã o Reitor do Santuário de Fátima, durante a homilia da Missa da Peregrinação Mensal que evoca as seis aparições de Nossa Senhora durante o verão, que decorreu na Basílica da Santíssima Trindade.

“Neste tempo de Advento, no qual preparamos a vinda do Senhor centremo-nos em Maria que é o melhor modelo para prepararmos os coração para a chegada de Jesus; é com ela que aprendemos a viver bem o Advento” exortou o padre Carlos Cabecinhas, ao lembrar que Maria foi “a primeira” a preparar o Advento com a chegada do filho e por isso “sabe como mais ninguém” o que “é preciso fazer”.

A partir da liturgia hoje proclamada, o responsável pelo Santuário de Fátima recordou que Maria “esmaga a cabeça da serpente”, que representa o mal; “ajuda-nos a preparar a casa – o coração” para receber o filho, ensinando-nos a “escutar mais assídua e atentamente” a Palavra de Deus e “orienta-nos para a disponibilidade”.

“Este, sim, é para nós um desafio permanente: preparar-nos para acolher Jesus , livrando-nos do que não interessa para conformarmos a nossa vida à vontade de Deus”, afirmou o padre Carlos Cabecinhas.

“Com Ela aprendemos a rezar e a disponibilidade para a oração, pedido que deixou em Fátima de forma reiterada” afirmou o sacerdote.

“Os santos Pastorinhos, foram discípulos atentos, souberam imitar esta atitude da mãe do Céu e interpelam-nos a nós a fazermos como eles” disse ainda apelando a que “Vivamos intensamente o Advento para que possamos preparar melhor o Natal”.

O reitor do Santuário lembrou no inicio desta Missa, transmitida pelos meios de comunicação social e digital da Canção Nova e do Santuário de Fátima, a morte do fundador da Comunidade Canção Nova. Monsenhor Jonas Abib faleceu esta madrugada no Brasil, vítima de doença prolongada.

“Unimo-nos a esta comunidade neste dia de dor e de sofrimento, enviando condolências mas também unimo-nos à oração desta comunidade e sobretudo à sua obra evangelizadora em todo o mundo” referiu o padre Carlos Cabecinhas que enviou as condolências a toda a “comunidade e família” Canção Nova em Portugal e no mundo.

PDF

HORÁRIOS

13 jul 2024

Rosário, na Capelinha das Aparições

  • 09h00
Terço

Missa, no Recinto de Oração

  • 10h00
Missa
Este site usa cookies para melhorar a sua experiência. Ao continuar a navegar estará a aceitar a sua utilização. O seu navegador de Internet está desatualizado. Para otimizar a sua experiência, por favor, atualize o navegador.