05 de maio, 2022

154a5952.jpg

“Os rostos dos Papas carregam as circunstâncias das suas vidas”, lembrou Aura Miguel

A jornalista acreditada no Vaticano orientou e primeira visita temática à exposição “Rostos de Fátima: fisionomias de uma paisagem espiritual”

 

O rosto dos Papas em Fátima foi o mote para a primeira visita temática à exposição “Rostos de Fátima: fisionomias de uma paisagem espiritual” do ano pastoral 2021/2022. Esta iniciativa foi orientada pela jornalista Aura Miguel.

A jornalista acreditada no Vaticano lembrou que os “rostos dos Papas carregam as circunstâncias das suas vidas”.

“O que trariam os Papas consigo quando vieram aqui a Fátima?”, foi uma questão deixada por Aura Miguel, que recordou por exemplo as preocupações de Paulo VI, em 1967, e que se traduziram nas suas palavras.  

Assim, “o rosto do Papa é iluminado por Fátima, algo que acontece desde o início das aparições, porque é impossível separar o rosto do Papa da mensagem de Nossa Senhora aqui na Cova da Iria”.

S. João Paulo II, “profundamente mariano, vem a este local com uma gratidão imensa, e recordo um momento impressionante na homilia de 13 de maio de 1982, onde se apresenta com ansiedade a fazer a releitura do chamamento materno para a conversão”, recordou a vaticanista cuja agenda inclui 102 viagens apostólicas ao lado de João Paulo II, Bento XVI e agora do Papa Francisco.

A jornalista recordou o episódio ocorrido em que S. João Paulo II, “interrompeu o almoço e foi rezar à hora em que ocorreu o atentado, aos pés da Virgem, fixando o olhar na imagem, num ato de rendição e amor Àquela que o salvou”.

Esta ligação era “impressionante e inesquecível”, S. João Paulo II era um Papa que “precisava do colo da mãe”.

Bento XVI veio como Cardeal em 1996, e enquanto Papa em 2010 e “imitou os Pastorinhos ao declarar o seu amor a Nossa Senhora na homilia do dia 13 de maio”, recorda, “Agradeceu ainda aos bispos o facto de aqui de Fátima brotar uma corrente de oração”.

“Bento XVI tem um rosto moldado por esta beleza e força da mensagem de Fátima”, disse Aura Miguel.

A vaticanista lembrou ainda a visita Papal de 2017, por Francisco, que num vídeo disse aos peregrinos para que o “rosto para ser atrativo tem de ser moldado pela oração”.

“Aqui em Fátima deixou a frase tocante em que afirma «Temos mãe»”, e marcou esta visita.

“O verdadeiro rosto de Jesus encarna nestes homens”, considera Aura Miguel, lembrando a recente consagração vivida em março como “necessária e urgente”.

Até à data passaram pela exposição “Rostos de Fátima: fisionomias de uma paisagem espiritual” 100003 pessoas.

Estão ainda previstas mais cinco visitas: a 1 de junho, com o tema "Os rostos dos Pastorinhos de Fátima na fotografia e na arte", por Marco Daniel Duarte; a 6 de julho com o tema "O rosto de Cristo cantado pela Verónica e por outros cantos da tradição popular", pelo Rancho Folclórico da Casa do Povo do Paul, Covilhã; a 3 de agosto com o tema "Voz da Fátima, rosto do Santuário da Cova da Iria", por Carmo Rodeia; a 7 de setembro, com o tema "A Virgem Peregrina, rosto de Fátima no mundo", por Sónia Vazão; e a 5 de outubro, com o tema "Museologia, rosto da relação com o sagrado", por  Maria Isabel Roque.

PDF

HORÁRIOS

23 mai 2022

Missa, na Basílica de Nossa Senhora do Rosário de Fátima

  • 07h30
Missa

Rosário, na Capelinha das Aparições

  • 12h00
Terço
Este site usa cookies para melhorar a sua experiência. Ao continuar a navegar estará a aceitar a sua utilização. O seu navegador de Internet está desatualizado. Para otimizar a sua experiência, por favor, atualize o navegador.