10 de julho, 2020

119A6952.jpg

 

Padre Carlos Cabecinhas lança livro “No Coração da Igreja: Eucaristia, Comunidade e Missão”

A obra, que reflete sobre a Eucaristia como fonte e meta da vida cristã e da vida da Igreja, é uma edição da Paulus e está à venda a partir de hoje nas principais livrarias, incluindo a do Santuário de Fátima

A obra “No Coração da Igreja: Eucaristia, Comunidade e Missão”, da autoria do padre Carlos Cabecinhas e editada pela Paulus, foi apresentada esta tarde no auditório do Centro Pastoral de Paulo VI, numa cerimónia presidida pelo cardeal D. António Marto.

A reflexão do Reitor do Santuário de Fátima, doutorado em Liturgia pelo Pontifício Ateneu de Santo Anselmo, de Roma, uma das mais prestigiadas academias na área da Liturgia, e que nos conduz ao `coração da Igreja´, nasceu num contexto muito específico que foi a reflexão sobre a Eucaristia no Curso de Formação permanente do Clero da diocese de Leiria-Fátima, que decorreu de 20 a 24 e de 27 a 31 de janeiro de 2020. Nela, o autor apresenta-nos a Eucaristia como fonte e meta da vida cristã e da vida da Igreja, convidando-nos  a “mergulhar” no essencial que é o encontro com Cristo.

“Esta obra vem no momento próprio para a Igreja- para a portuguesa, em particular, porque é escrita por um teólogo português- pois desperta-nos para o valor essencial deste dom que é a Eucaristia”, afirmou o bispo de Leiria-Fátima que assina o prefácio deste livro.

“É uma obra de síntese, muito bem fundamentada, que nos desafia a encarar a Eucaristia não como um mero rito, mas como um dom” precisou D. António Marto ao destacar a linguagem “acessível”, a “profundidade” e “rigor” da sua fundamentação e a “qualidade da visão pastoral”. Será, por isso, uma obra “que se imporá por si, como o bom vinho se recomenda por si. Não precisa de nenhuma marca adicional nem de nenhum adorno”, enfatizou o prelado.

“Estou certo de que através desta obra todos poderemos despertar para o sabor, o amor, o encanto e a beleza deste mistério admirável da nossa fé, num contexto particularmente difícil em que durante tanto tempo “fomos privados de celebrar comunitariamente este mistério, impedidos de nos reunir à volta da mesma mesa com os irmãos”.

A apresentação da obra foi feita pelo diretor do Departamento de Liturgia do Santuário de Fátima, padre Joaquim Ganhão que contextualizou a sua oportunidade.

Face à “urgente necessidade de oferecer aos pastores e às comunidades bons instrumentos de formação em ordem, não apenas à compreensão da celebração da Eucaristia e de toda a liturgia, mas também à participação ativa e frutuosa de toda a assembleia nos Santos Mistérios”, esta obra “insere-se neste continuado e conseguido esforço de formação”. A começar logo pelo título que “nos transporta para o essencial-  No coração da Igreja: Eucaristia, Comunidade e Missão- insinuando-se o desafio que é para o leitor adentrar-se no conhecimento, na profundidade, na beleza, na celebração e no testemunho do Mistério do dom maior de Cristo que aí se nos revela e aí nos congrega como Igreja que celebra, se edifica e daí parte em missão” referiu o padre Joaquim Ganhão.

Dividido em sete capítulos – “as sete colunas da sabedoria (Prov 8)”, como lembrou o apresentador – a obra começa por nos apresentar, em onze pontos, as palavras chave da Eucaristia, numa perspetiva diacrónica, dinâmica e atualizada. No segundo capítulo apresenta-se a Eucaristia como a Epifania do Corpo de Cristo, onde cada um é chamado a formar um só corpo que é a Igreja. O terceiro capítulo oferece-nos uma reflexão sobre a Eucaristia na vida da Igreja, “sem fugir a algumas questões ainda não pastoralmente resolvidas, como seja a questão da unidade da Iniciação Cristã, e afirma a centralidade da Eucaristia na vida da Igreja e o seu lugar como ponto de chegada de toda a Iniciação Cristã. O capítulo quarto, “porventura o mais longo do livro”, apresenta a Eucaristia como “a fonte e o cume de toda a evangelização”.

No capítulo seguinte, a Eucaristia é apresentada como o sacramento da Caridade, abordando-se a dimensão social e caritativa da sagrada Eucaristia. No penúltimo capítulo, o autor disserta sobre o ministério da presidência e a arte de celebrar, advertindo para o perigo da “concentração na ministerialidade na pessoa do presbítero” e recomendando aos presbíteros que saibam não apenas presidir mas saibam promover a arte de celebrar. Finalmente, o capítulo VII, e último capítulo do livro, é dedicado às Missas com crianças, questão que para o autor passa por duas premissas: “aproximar as crianças da Eucaristia; mas também aproximar a Eucaristia das crianças”.

A obra, como não poderia deixar de ser, socorre-se com muita frequência dos documentos do magistério, de modo particular, de Paulo VI ao Papa Francisco, passando pelos emblemáticos documentos do Papa S. João Paulo II e de Bento XVI.

 “Estamos diante de uma obra que reflete a profundidade e a seriedade que o autor lhe imprimiu. Com uma atualizadíssima e oportuna bibliografia apresenta uma cuidadosa fundamentação bíblica, patrística e teológica, sem ignorar a escolástica”, refere o apresentador, depois de ter feito uma síntese de cada um dos capítulos. O elenco bibliográfico que se apresenta no final é “outro instrumento de trabalho precioso”, que “irá levar valor à formação nas nossas comunidades e faculdades”, alerta o apresentador.

Por sua vez o autor, que celebra este ano o seu jubileu sacerdotal cumprindo 25 anos de ordenação presbiteral, numa brevíssima intervenção, na qual agradeceu a todos os intervenientes desde o editor à equipa de revisores, bem como ao autor do prefácio, deixou apenas expresso um desejo:  “Espero que a leitura deste livro dê aos leitores tanto gosto e entusiasmo como me deu a mim escrevê-lo! Resta-me desejar que o livro possa ajudar a aprofundar o conhecimento e o amor à Eucaristia, que nos coloca verdadeiramente `no Coração da Igreja´”.

Em nome da editora, o Irmão Tiago Melo congratulou-se com esta publicação sublinhando “um excelente conteúdo, com uma linguagem pastoral acessível sem deixar de ser profunda e precisa”.

A capa do livro integra uma imagem trabalhada para o efeito da escultura de Sílvia Patrício oferecida pelo Santuário de Fátima ao reitor por ocasião da festa jubilar no passado mês de junho.

PDF

HORÁRIOS

09 ago 2020

Missa, na Basílica da Santíssima Trindade

  • 07h30
Missa

Rosário, na Capelinha das Aparições

  • 10h00
Terço
Este site usa cookies para melhorar a sua experiência. Ao continuar a navegar estará a aceitar a sua utilização. O seu navegador de Internet está desatualizado. Para otimizar a sua experiência, por favor, atualize o navegador.