04 de março, 2021

Imaculado Coracao_recorte2.jpg

Programa do Primeiro Sábado transmitido em direto nos órgãos de comunicação social e digital

Esta devoção que tem um dinamismo espiritual próprio aponta para a centralidade de Deus na vida dos cristãos

 

A prática dos Cinco Primeiros Sábados é um ato de `reparação´ ao Coração Imaculado de Maria, que o Santuário de Fátima celebra no primeiro sábado de cada mês com um programa próprio, que neste contexto de pandemia, e a consequente impossibilidade da presença de peregrinos, será transmitido integralmente em www.fatima.pt, no facebook e no canal do youtube do Santuário, ou através da televisão e da rádio Canção Nova.

Do programa consta às 14h00, a meditação do Rosário; às 15h00 será celebrada a Eucaristia e, às 16h00, Adoração Eucarística e Meditação. A celebração do programa próprio dos Primeiros Sábados terá lugar na Basílica de Nossa Senhora do Rosário de Fátima, e será presidida pelo Reitor do santuário, padre Carlos Cabecinhas.

No âmago do pedido de consagração ao Coração de Maria e da comunhão reparadora nos primeiros sábados está a centralidade de Deus. O modo como Nossa Senhora a pede à vidente Lúcia, e a cada um de nós, é comovente: Ao menos tu, vê de Me consolar!

Enquanto caminho que conduz a Deus, o Coração de Maria é um coração moldado segundo o Coração de Deus – «dar-vos-ei pastores segundo o meu coração» (Jer 3,15) – e consagrar-se a ele é acolher-se na vontade de se deixar converter pela misericórdia divina. 

O Coração Imaculado é ícone dos desígnios de misericórdia que Deus tem sobre o seu povo. Assim também os primeiros sábados, oferecidos em reparação do Coração Imaculado de Maria, evocarão no crente a centralidade da misericórdia de Deus e recordar-lhe-ão que o coração sem mácula transparece a sua presença amorosa.

A revelação da devoção dos cinco primeiros sábados começou na segunda aparição de Nossa Senhora em Fátima.  No dia 13 de junho de 1917, a Virgem Maria disse à pequena Lúcia: “Jesus quer estabelecer no mundo a devoção do meu Imaculado Coração”. Depois de ouvir estas palavras, as três crianças viram a Virgem Santíssima com um coração na mão, rodeado de espinhos. Eles compreenderam que aquele era o Coração Imaculado de Maria, ultrajado pelos pecados da humanidade, que necessitava de reparação. Na aparição seguinte, no dia 13 de julho, a enviada celeste repetiu as mesmas palavras e disse que voltaria para pedir a devoção reparadora dos primeiros sábados.

Sete anos depois, no dia 10 de dezembro de 1925, em Pontevedra, Espanha, foi revelado a Irmã Lúcia a devoção reparadora dos cinco primeiros sábados. Em dezembro de 1927, por ordem de seu confessor, a Irmã escreveu as palavras que lhe dirigiu a Santíssima Virgem, nas quais disse: “Em seguida, disse a SS. Virgem: "Olha, minha filha, o Meu Coração cercado de espinhos que os homens ingratos a todos os momentos Me cravam, com blasfémias e ingratidões. Tu, ao menos, vê de Me consolar e diz que todos aqueles que durante 5 meses, ao 1.° sábado, se confessarem, recebendo a Sagrada Comunhão, rezarem um Terço e Me fizerem 15 minutos de companhia, meditando nos 15 mistérios do Rosário, com o fim de Me desagravar, Eu prometo assistir-lhes, na hora da morte, com todas as graças necessárias para a salvação dessas almas."

PDF

DESTAQUES

CATEGORIAS

Geral Entrevista

HORÁRIOS

19 abr 2021

Missa, na Basílica da Santíssima Trindade

  • 07h30
Missa

Rosário, na Capelinha das Aparições

  • 12h00
Terço
Este site usa cookies para melhorar a sua experiência. Ao continuar a navegar estará a aceitar a sua utilização. O seu navegador de Internet está desatualizado. Para otimizar a sua experiência, por favor, atualize o navegador.