04 de agosto, 2022

154a4693.jpg

“Voz da Fátima: Rosto do Santuário na Cova da Iria” foi o tema da visita temática de agosto à exposição temporária do Santuário

Esta iniciativa orientada pela diretora do Gabinete de Comunicação do Santuário, Carmo Rodeia

 

O centenário jornal Voz da Fátima, órgão oficial do Santuário de Fátima, foi o tema da quarta visita temática à exposição “Rostos de Fátima: fisionomias de uma paisagem espiritual” do ano pastoral 2021/2022.

Esta iniciativa orientada pela diretora do Gabinete de Comunicação do Santuário, Carmo Rodeia, inseriu-se também no contexto comemorativo do centenário da Voz da Fátima, dando assim visibilidade a um dos pilares de informação e divulgação do Santuário de Fátima, sem perder de vista a leitura que Fátima queria fazer do mundo, a partir do seu próprio edifício temático.

A apresentação centrou-se numa releitura dos editoriais e de algumas rubricas do jornal, como a música, a publicidade, os leitores, as temáticas, a responsável pelo Gabinete de Comunicação destacou em particular a “intencionalidade da direção da Voz da Fátima em se pronunciar sobre várias situações que agitavam o mundo, o País ou o próprio Santuário, emitindo opiniões e orientações rigorosas e fundamentadas, procurando afirmar a relevância de Fátima para a interpretação do mundo”.

Foi salientado que esta postura foi particularmente evidente a partir do reitorado de Monsenhor Luciano Guerra, estendendo-se depois pelos dois reitorados que se lhe seguiram.

“A Voz da Fátima acompanha a dinâmica do Santuário assumindo-se como parte integrante deste enorme edifício para onde peregrinam anualmente milhões de pessoas em busca de um sentido, fazendo eco desse movimento e levando-o a milhares de lares”, afirmou.

“Tendo a notícia como matéria-prima natural da sua estrutura, em geral, a opinião, através do editorial mostra um modo de ver e de pensar a partir de um lugar, que não se fecha, mas é antes o ponto de partida para uma vida nova. Sem silenciar. Nem os temas mais inconvenientes da sociedade ou do próprio Santuário, indo ao encontro do que os leitores esperam”, referiu destacando a este propósito temas como a relação de Fátima com a Rússia, com o comunismo e com os regimes ateístas, mas também a própria relação de Fátima com o Estado Novo e com o Portugal nascido do 25 de abril de 1974. Aliás, neste capítulo da relação entre Fátima e o ambiente político português foi sublinhada “uma demarcação intencional permanente” por parte dos sucessivos reitores, com especial evidência do Reitor Luciano Guerra, “em evitar colagens ou rótulos de facção que acantonassem Fátima num lado da realidade”.

Cientes de que o editorial “tem sempre de tomar partido, pois sua finalidade é aconselhar e dirigir as opiniões dos leitores e que  os editoriais insignificantes e fora de compasso são uma escamoteação à boa fé dos leitores que os lêem com ânimo de encontrar nas suas linhas o caminho, os editoriais na Voz da Fátima, desde o primeiro número souberam sempre para onde se queria levar a reflexão, seja no que toca aos temas da Igreja seja no que toca aos temas mais sociais e do mundo”, afirmou ainda.

Carmo Rodeia lembrou que “desde o seu início este jornal está centrado em Fátima: na divulgação do acontecimento”.

“Cumprindo aquela que é a missão de um jornal - informar e formar - a Voz da Fátima foi e é um periódico que embora não seja vendido e não esteja acessível para além dos assinantes ou dos locais de distribuição no Santuário, é uma das grandes referências da Imprensa periódica através do qual podemos ler a Igreja e o mundo em cada tempo, nestes últimos cem anos, seja o mundo português seja o mundo na sua globalidade, incluindo nos temas que hoje são tão caros à Igreja”, concluiu.

Esta visita à exposição temática à exposição temporária “Rostos de Fátima-fisionomias de uma paisagem espiritual” foi a penúltima que se realizou à exposição inaugurada em 2020, e que permanecerá aberta ao público até outubro deste ano.

Neste ano do centenário, que termina em outubro, o Santuário levou a cabo uma série de iniciativas para sublinhar a relevância do seu instrumento de comunicação mais periódico e relevante, das quais se destacam uma exposição mural nas alamedas do Santuário, uma presença no NewsMuseum e ainda a publicação científica sobre o jornal, que sairá no final do ano.

A exposição temporária “Rostos de Fátima-fisionomias de uma paisagem espiritual” já foi visitada por 159675 pessoas.

PDF

HORÁRIOS

18 ago 2022

Missa, na Basílica de Nossa Senhora do Rosário de Fátima

  • 18h30
Missa

Rosário, na Capelinha das Aparições

  • 18h30
Terço
Este site usa cookies para melhorar a sua experiência. Ao continuar a navegar estará a aceitar a sua utilização. O seu navegador de Internet está desatualizado. Para otimizar a sua experiência, por favor, atualize o navegador.