11 de agosto, 2019

2019-08-11_Missa_Dominical_2.jpg

Reitor exortou peregrinos a uma relação com Deus “vigilante e desinstalada”

A partir do Evangelho deste domingo, o padre Carlos Cabecinhas alertou para o perigo de “secundarizar Deus” através do comodismo e da rotina

 

Na homilia da Missa deste XIX Domingo do Tempo Comum, o reitor do Santuário exortou a assembleia de peregrinos presentes no Recinto de Oração a “viver a relação com Deus de um modo “vigilante e desinstalado”, a não “ceder ao comodismo” e a perseverar na fé.

A partir da “riqueza das imagens sugestivas” presentes no Evangelho de hoje, o presidente da celebração começou por esclarecer o significado desta mesma vigilância.

“Estarmos preparados para colher Deus não significa não deixarmos que a nossa fé se acomode numa atitude passiva de quem se limita a esperar que Ele se revele, implica antes uma atitude ativa de conversão de coração e compromisso efetivo com a vontade de Deus, que nos permite reconhecer a Sua presença na nossa vida”, explicou, ao alertar para os perigo dos “dos valores secundários” que nos impedem a assumir esta mesma atitude de perseverança na fé e permanência na comunhão com Deus.

“Com muita facilidade nos prendemos àquilo que é passageiro, por causa da rotina que se instala, pela sedução dos caminhos fáceis e das preocupações que nos desviam do essencial e nos levam, muitas vezes, a fazer com que Deus e os outros fiquem esquecidos e secundarizados.”

No final, com referência à fé que é apresentada nas segunda Leitura como “garantia dos bens que se esperam e certeza de realidades que não se veem”, o presidente da celebração reforçou a importância da atenção e da vigilância que a fé traz à relação com Deus, lembrando o convite que a Mensagem de Fátima faz à “descoberta de Deus como o tesouro que dá sentido pleno à vida”.

“Estarmos vigilantes e atentos significa olhar com atenção a nossa vida, à luz de Deus e da sua Palavra, para percebermos o que pode ser obstáculo a acolher este Senhor que vem e a reconhecê-Lo presente em nós.”, concluiu.

Participaram na celebração peregrinos oriundos do território nacional e do estrangeiro: Espanha, França, Itália, Reino Unido, Alemanha, Bélgica, Polónia, Malta, Suécia, Brasil, Costa do Marfim, Síria, Vietname e Indonésia. Estive presente também um grupo da iniciativa do Santuário “Vem para o meio”, que oferece férias para pais de filhos com deficiência.

Amanhã, tem início a Peregrinação Internacional Aniversária de agosto, que evoca a quarta aparição de Nossa Senhora, que será presidida pelo Cardeal D. Marc Ouellet, prefeito da Congregação para os Bispos.

PDF

HORÁRIOS

19 ago 2019

Missa, na Basílica de Nossa Senhora do Rosário de Fátima

  • 07h30
Missa

Rosário, na Capelinha das Aparições

  • 18h30
Terço
Este site usa cookies para melhorar a sua experiência. Ao continuar a navegar estará a aceitar a sua utilização. O seu navegador de Internet está desatualizado. Para otimizar a sua experiência, por favor, atualize o navegador.